Precisamos parar de culpar os outros pelas coisas que não dão certo em nossas vidas.

Karen Padilha

Precisamos parar de culpar os outros pelas coisas que não dão certo em nossas vidas. Escalando a nossa própria montanha.

”O que te machuca, te abençoa. A escuridão é a sua vela. ” – Rumi

Tudo aquilo que acontece, seja bom ou ruim, somos nós os culpados. Mesmo que em algum momento algo não aconteceu da forma que você idealizou e a culpa tenha parecido ser de outra pessoa, na real não é.

A gente demora para entender isso, acredito que faz parte do nosso processo evolutivo.

Ter consciência dos nossos atos é primordial, entender que a forma como outras pessoas reagem não é nossa culpa é de suma importância.

“A lei de ouro do comportamento é o respeito mútuo, já que nunca pensaremos todos da mesma maneira e que não vemos senão uma parte da verdade e sob ângulos diferentes”. -Mahatma Gandhi

Precisamos abraçar nossos fracassos, nossas derrotas e não fugir ou culpar outra pessoa por isso.

Não conseguimos nos curar daquilo que esta nos incomodando se não passarmos pelo processo de sofrimento, dor. Geralmente é tudo isso que tentamos evitar, mas se continuarmos a fazer isso, ficaremos presos em um ciclo no qual só a aceitação poderá nos libertar.

“A todos com quem realmente me importo, desejo sofrimento, desolação, doença, maus-tratos, indignidades, o profundo desprezo por si, a tortura da falta de autoconfiança e a desgraça dos derrotados”. – Nietzsche

Nietzsche acredita que é justamente esse processo de sofrimento, desolação e tudo o mais que esta descrito acima, que nos abre as portas para novas mudanças .

Ele também diz que, todos podemos escalar nossas montanhas, porque é no ápice que encontramos a vista mais bonita, mas para isso precisamos passar por caminhos não tão fáceis, encontraremos muitos obstáculos nessa jornada, nos sentiremos desgastados que sentiremos vontade de desistir, quando conseguimos passar por tudo isso e chegamos no topo, descobrimos que ao escalar essa montanha conseguimos ter uma clara visão do que realmente é a vida.

Ninguém pode escalar nossa montanha e não podemos escalar a montanha de ninguém.

A convivência humana em si é um pouco difícil, é preciso paciência para entender como as outras pessoas funcionam, mas o mais importante para que saibamos conviver da melhor forma com os demais é saber como nós mesmos funcionamos.

Quando temos esse conhecimento tudo se torna mais fácil, entendemos melhor a vida, as pessoas, não nos sentimos mais culpadas por algumas coisas, aceitamos que as coisas são como são e não temos o poder de mudá-las.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Karen Padilha
Sou Karen Padilha natural de Cotia-sp , formada em Introdução a Filosofia ( University of Edinburg – Londres), Introdução a Psicologia ( University of Toronto), Origens da vida no contexto cósmico (USP) e Inglês ( Mayfair School of English- Londres). Áreas como filosofia, psicologia e astronomia são fontes de inspiração para meus projetos. Recentemente acabo de publicar meu primeiro livro , ‘’ O que fizeram de mim? Reflexões sobre traumas e transformações” , pela editora novo século , na categoria de Talentos Da literatura Brasileira. Escrevo para o site ‘’ O Segredo’’, ‘’Kacosmic.com’’, ‘'Entrelinhas literárias’’ e ‘’ Academia do Aprendiz’’. Minha Página no facebook chama ‘’ YOUNIVERSE’’ , meu facebook pessoal ‘’ Karen Padilha’’ e meu instagram ‘’Karenppadilha’'.