Por que condenamos relacionamentos entre pessoas com grandes diferenças de idade?

O tabu dos relacionamentos entre pessoas com grandes diferenças de idade eciste, é real, e muitas pessoas sofrem com o preconceito quando se apaixonam por pessoas muito mais velhas, ou muito mais novas.

Atores e celebridades mais expostos, já manifestaram a dor de verem suas vidas pessoais serem escancaradas em tablóides, simplesmente, porque decidiram assumir relacionamentos com pessoas mais novas, como é o caso de Demi Moore, Leonardo DiCaprio, Fátima Bernardes, Chico Buarque e tantos outros, mas não só as celebridades vivem esse desconforto, pessoas normais, também.

Segundo dados da BBC, nos países ocidentais, cerca de 8% dos casais heterossexuais possuem diferença de idade de 10 anos ou mais. Esse percentual aumenta para 25% nas uniões homossexuais entre homens e para 15%, entre mulheres. E, em alguns casos, a diferença é ainda maior – os dados indicam que cerca de 1% dos casais heterossexuais nos Estados Unidos possuem diferença de idade de 28 anos ou mais.

É sabido que o que é aceito por grande parte das pessoas segue normas sociais e culturais. “Esse tipo de casal muitas vezes enfrenta julgamentos – e, embora alguns especialistas acreditem que isso possa mudar em breve, outros argumentam que o nível de desaprovação dos jovens atuais pelo amor com diferença de idade talvez seja maior que o das gerações anteriores”, apontou a publicação.

A polêmica parece girar entorno da incapacidade de casais com diferença de idade, formarem uma família com filhos. Mas se olharmos para a quantidade de pessoas que se unem, concebem crianças, e não são capazes de dar uma boa educação a elas, esses motivos, caem por terra, não acha?

Na sua opinião, por que tantas pessoas sentem que o relacionamento entre idades diferentes não devem acontecer?

*DA REDAÇÃO RH.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia