Pessoas ansiosas sentem mais medo da vida!

Gisele Lacorte

Tá certo, vamos combinar que ninguém gosta de encarar os problemas de frente, é sempre muito difícil ter que encontrar soluções para coisas que fogem ao nosso controle, mas o que poucos sabem é que para pessoas ansiosas, é ainda mais difícil. O pensamento fica acelerado, as ideias confusas, a boca seca e as mãos ficam suando sem parar!

E aí, você se identificou?

Se você é uma pessoa ansiosa e não assinalou todas os sintomas presentes nesse check list, com certeza, pelo menos já experimentou algum ou alguns deles.

Quando ainda estava na faculdade, escolhi fazer um trabalho sobre ansiedade. Afinal, atire a primeira pedra quem nunca sentiu aquela impaciência interna, um frio no estômago, e uma pressa de conseguir algo que nem sabemos direito o que é?

Desvendando a raiz da ansiedade: aprenda a lidar com o medo

Para falar sobre ansiedade vamos falar primeiro sobre o medo, uma das emoções que mais garantiram a nossa sobrevivência até hoje.

O medo é um ótimo aliado, pois nos aponta situações de perigo que podem colocar nossas vidas em risco!

Usamos a expressão “ isso não está me cheirando bem”, chamamos de o cheiro do medo! E os ansiosos costumam sentir esse cheiro em quase tudo.

Uma curiosidade que talvez você não saiba: Muitos animais soltam secreções quando estão em perigo para avisar o bando. Exalam cheiros mais fortes em momentos de medo e desespero e também são equipados para reconhecer estes cheiros.

Para nós, humanos, esses cheiros chegam primeiro de maneira instintiva para depois serem processados racionalmente. Ou seja, o seu corpo tem a capacidade de reconhecer o perigo antes da sua cabeça.

Em geral temos medo de uma situação específica e nosso corpo fica superestimado e superpotente quando está com medo, para que possamos lutar ou fugir.

Quem nunca escutou relatos de pessoas que em momentos de medo fizeram coisas extraordinárias?

O medo é o impulsionador da ansiedade. Uma pessoa ansiosa tem medo, uma pessoa que tem crises de ansiedade, tem mais medo ainda.

Não esse medo benéfico que acabo de citar, mas, um medo que paralisa, que aterroriza e faz sofrer.

A ansiedade é um tipo de medo sem objeto definido.

O que isso significa?

Quando sentimos medo sabemos do que estamos com medo: uma cobra, um cachorro bravo, um assalto, uma rua escura, ou seja, em geral identificamos a situação que nos causa medo e ficamos com o organismo devidamente equipado para podermos lidar com a situação.

Durante uma crise de ansiedade o medo é indefinido! Ficamos sem saber de onde vem o perigo, por isso o corpo fica em alerta constante, não podemos lutar ou fugir porque nem sabermos ao certo qual é a situação de perigo, então vivemos em alerta e em constante estado de estresse!

Como diz Daniel Goleman, precisamos evitar que a ansiedade interfira na nossa capacidade de raciocinar!

A ansiedade nos tira do aqui e agora, nos rouba o presente de experimentar plenamente as situações, sem medo.

Pessoas ansiosas tendem a exagerar no drama, a supervalorizar seus problemas, aumentar as dificuldades e focar no negativo.

Essas atitudes, que tomam frente ao problema, as impedem de encontrar soluções práticas, e as vezes simples, para aquilo que a incomoda.

Por conta disso, nossas chances de sermos bem-sucedidos na resolução de um problema que está nos deixando ansiosos são muito pequenas, já que a ansiedade atrapalha nossa capacidade de julgamento dos fatos. Uma vez que nosso corpo aprende a viver em sobressalto, precisaremos reprogramá-lo para voltar ao estado de calma e relaxamento.

Como aprender a lidar com os problemas de forma saudável e amenizar a ansiedade

Meditação, yoga, exercícios físicos e, em muitos casos, terapia, podem ajudar a entender o motivo desta ansiedade.

Muitas vezes a herdamos de nosso ambiente familiar e precisaremos revisitar muitas histórias de infância para entender como tudo começou.

Garanto a vocês, o que mais importa não é o tamanho do problema, mas sim a forma como lidamos com ele.

Uma pessoa ansiosa só conseguirá se manter serena e com a mente calma diante das dificuldades se começar a trabalhar a mente com exercícios diários de relaxamento e meditação associados a terapias, que devem ser indicadas por um profissional, caso a caso. Só assim ela conseguirá acessar tranquilamente, em um momento de dificuldade, as possibilidades de resolução que uma mente inquieta jamais conceberia.

A terapia corporal também ajuda e muito na diminuição de ansiedade, já que auxilia o corpo a liberar a carga retida o ensinando a viver em estado de relaxamento. Afinal, acumulamos muitos registros emocionais em nosso corpo.

Buscar atividades que te ensinem a relaxar depois de tantos anos de ansiedade, e consequentemente stress, te ensinarão que existem outras formas de viver a vida, que os problemas são necessários para que aprendamos lições indispensáveis para o nosso crescimento e evolução pessoal, e por conta disso, por serem necessários, não é preciso desespero e medo!

Ao invés de pensar: Estou com tantos problemas, queria fugir para bem longe! Por que não pensar: Estou com muitos problemas, oba rs, mais uma oportunidade para mostrar que sou capaz de encontrar soluções inteligentes e retirar lições valiosas de tudo isso!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Gisele Lacorte
Psicóloga clínica, terapeuta corporal, consteladora familiar e orientadora profissional. Escritora e facilitadora de workshops, palestras e grupos terapêuticos que visam auxiliar as pessoas a reconhecer e ativar sua potencia de realização e alegria de viver através da reconexão com a sua verdadeira essência, do profundo cuidado com o sentir e com o poder de expressar suas emoções mais genuínas. Desenvolve trabalhos personalizados para grupos e empresas.