Pesquisadores criam utensílios biodegradáveis que são tão baratos quanto o plástico.

Resiliência Humana
pesquisadores-criam-utensilios-biodegradaveis-que-sao-tao-baratos-quanto-o-plastico

Pesquisadores fazem utensílios de mesa biodegradáveis ​​de açúcar e bambu para que sejam tão baratos quanto o plástico.

Cientistas desenvolveram um conjunto de baixelas “verdes” feito de resíduos de cana-de-açúcar e bambu que não sacrifica a conveniência ou funcionalidade e pode servir como uma alternativa potencial aos copos plásticos e outros recipientes plásticos descartáveis.

Ao contrário do plástico tradicional ou polímeros biodegradáveis, que podem levar até 450 anos ou requerem altas temperaturas para se degradar, este material não tóxico e ecológico leva apenas 60 dias para se decompor e é limpo o suficiente para conter seu café da manhã ou comida para viagem.

“Para ser honesto, a primeira vez que vim aos Estados Unidos em 2007, fiquei chocado com os recipientes de plástico de uso único disponíveis no supermercado”, diz o autor correspondente Hongli (Julie) Zhu, da Northeastern University. “Facilita a nossa vida, mas, por enquanto, transforma-se em lixo que não pode se decompor no meio ambiente.”

Mais tarde, ela viu muito mais tigelas, pratos e utensílios de plástico jogados na lixeira em seminários e festas e pensou: “Podemos usar um material mais sustentável?”

Para encontrar uma alternativa para os recipientes de plástico para alimentos, Zhu e seus colegas recorreram aos bambus e um dos maiores resíduos da indústria alimentícia: o bagaço, também conhecido como polpa de cana.

Enrolando fibras de bambu longas e finas com fibras curtas e grossas de bagaço para formar uma rede apertada, a equipe moldou recipientes de dois materiais que eram mecanicamente estáveis ​​e biodegradáveis.

Os novos talheres verdes não são apenas fortes o suficiente para reter líquidos como o plástico e mais limpos do que os biodegradáveis ​​feitos de materiais reciclados que podem não ser totalmente desengordurados, mas também começa a se decompor após ficar no solo por 30-45 dias e perder completamente seu forma após dois meses.

produtos-biodegradaveis
Northeastern University / Cell Press

“Fazer embalagens para alimentos é um desafio. Precisa mais do que ser biodegradável ”, disse Zhu. “Por um lado, precisamos de um material seguro para alimentação; por outro lado, o recipiente precisa ter boa resistência mecânica úmida e estar bem limpo porque o recipiente será usado para tomar café quente, almoço quente. ”

Os pesquisadores adicionaram dímero de alquil ceteno (AKD), um produto químico ecologicamente correto amplamente utilizado na indústria alimentícia, para aumentar a resistência ao óleo e à água das louças moldadas, garantindo a robustez do produto quando molhado.

Com a adição desse ingrediente, os novos utensílios de mesa – que atualmente ainda estão em fase de desenvolvimento – superaram os recipientes para alimentos biodegradáveis ​​comerciais, como outros talheres à base de bagaço e caixas de ovos, em resistência mecânica, resistência a graxa e não toxicidade.

Os talheres que os pesquisadores desenvolveram são apresentados na revista Matter e vêm com outra vantagem: uma pegada de carbono significativamente menor. O processo de fabricação do novo produto emite 97% menos CO2 do que os recipientes de plástico disponíveis no mercado e 65% menos CO2 do que produtos de papel e plástico biodegradável.

O próximo passo da equipe é tornar o processo de fabricação mais eficiente em termos de energia e baixar ainda mais o custo, para competir com o plástico. Embora o custo dos copos feitos com o novo material (US $ 2.333 / t) seja duas vezes menor que o do plástico biodegradável (US $ 4.750 / t), os copos plásticos tradicionais ainda são um pouco mais baratos (US $ 2.177 / t).

“É difícil proibir as pessoas de usar contêineres descartáveis ​​porque são baratos e convenientes”, diz Zhu. “Mas acredito que uma das boas soluções é usar materiais mais sustentáveis, usar materiais biodegradáveis ​​para fazer esses recipientes de uso único.”

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia