Personalidade narcisista: Quando contrariado, humilha e ataca

Fabiano de Abreu
personalidade-narcisista-quando-contrariado-humilha-e-ataca

Personalidade narcisista: Quando contrariado, humilha e ataca

Estamos na era do narcisismo, a internet e principalmente a mídia social potencializou uma personalidade que antes era apenas instintiva, usada como um modo de se proteger da desaprovação alheia, como posicionamento para reprodução e motivação.

Percebo que, de um modo geral, o excesso de liberação de dopamina devido às conquistas constantes de nossa sociedade, pode ter prejudicado a homeostase em nosso organismo, o equilíbrio tão necessário para o bem estar.

Dependendo da personalidade do indivíduo, este narcisismo pode chegar a um nível perigoso, que afeta não só a si mesmo, mas à outras pessoas.

O narcisismo consiste em desvios do ego que se refletem na maneira como a pessoa pensa, percebe, sente e se relaciona com os outros. Desta maneira, os narcisistas acabam criando uma realidade abstrata que os convêm.

Semântico, o narcisista pluraliza essa realidade abstrata não só para si, mas para outras situações e pensamentos.

Esta perturbação de como ele enxerga a realidade, a verdade do seu caráter e as suas próprias tendências comportamentais afetam diversas áreas da sua personalidade e desse modo, ele é capaz de modificar a maneira como “enxerga o mundo” e a si mesmo.

Essas perturbações afetam também o modo como ele gerencia as suas próprias emoções.

O narcisismo pode potencializar-se por diversos fatores, entre eles genético, como consequência de traumas que afetaram a sua autoestima, uma educação onde recebeu muitos mimos na infância ou até mesmo por conta das críticas excessivas impostas durante o seu desenvolvimento.

As respostas que ele decidiu dar as conexões entre o pensamento e o comportamento que envolvem o temperamento e a capacidade de gerir tensões ou, como mencionei acima, devido às influências do desenvolvimento tecnológico do mundo, internet e redes sociais, e suas consequências ao medo de expor a sua imagem verdadeira ao mundo.

Uma das características do narcisista se sobressai quando ele é contrariado. Um narcisista sempre responde as investidas contrárias atacando e humilhando o outro.

Narcisistas apresentam hipersensibilidade a crítica e insultos, mesmo que esses sejam produto da própria imaginação. Suas suposições são, em sua maioria, negativas.

Eles não sabem lidar bem com derrotas, frustrações e rejeições devido a ausência de maturidade emocional.

Quando contrariados, podem reagir com nervosismo apresentando extrema irritação e jogando toda a raiva em cima dos outros.

Essa atitude raivosa e intolerante está relacionada a baixa autoestima, geralmente, pessoas narcisistas são assim pois negam a realidade e querem forçar o outro a acreditar nas suas verdades inventadas. E quando percebem que foram desmascarados, eles agem com agressividade para disfarçar a insegurança.

Se você acredita que alguém com quem você convive ou você mesmo pode ter uma personalidade narcisista, fique atento a esses sinais:

1 – Senso exagerado de superioridade e importância.
2 – Ausência e empatia.
3 – Falta de percepção cognitiva.
4 – Realidade abstrata.
5 – Crença de ser especial e único.
6 – Necessidade de liderar.
7 – Busca ser o centro das atenções.
8 – Busca atenção mesmo que de forma negativa.
9 – Vaidade excessiva.
10 – Usa o tom de voz mais alto para sobressair.
11 – Controlador.
12 – Dificuldade em manter relacionamentos afetivos.
13 – Não sabe lidar com críticas.
14 – Possibilidade de comportamento arrogante.

Se você ou alguém que convive com você possui uma ou mais dessas características é bem provável que você ou a outra pessoa possuam uma personalidade narcisista.

Fique atento para que você não se exceda, caso você identifique que possui uma natureza narcisista. Busque ajuda, procure trilhar o caminho do autoconhecimento e trabalhar essas questões internas que te levaram a criar essa realidade paralela, onde só você importa.

Caso você conviva com um narcisista, não permita que essa pessoa se exceda com você. Se afaste, imponha limites e aprenda a dizer não para tudo o que ele faz e que pode estar te machucando.

*Foto de IsaaK Alexandre KaRslian no Unsp. *texto de Fabiano de Abreu – Doutor e Mestre em Psicologia da Saúde pela Université Libre des Sciences de l’Homme de Paris; Doutor e Mestre em Ciências da Saúde na área de Psicologia e Neurociência pela Emil Brunner World University;Mestre em psicanálise pelo Instituto e Faculdade Gaio,Unesco; Pós-Graduação em Neuropsicologia pela Cognos de Portugal; Três Pós-Graduações em neurociência,cognitiva, infantil, aprendizagem pela Faveni; Especialização em propriedade elétrica dos Neurônios em Harvard; Especialista em Nutrição Clínica pela TrainingHouse de Portugal. Neurocientista, Neuropsicólogo, Psicólogo, Psicanalista, Jornalista e Filósofo integrante da SPN – Sociedade Portuguesa de Neurociências – 814, da SBNEC – Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento – 6028488 e da FENS – Federation of European Neuroscience Societies-PT30079. E-mail: deabreu.fabiano@gmail.com.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Fabiano de Abreu
Fabiano de Abreu Rodrigues é psicanalista clínico, jornalista, empresário, escritor, filósofo, poeta e personal branding luso-brasileiro. Proprietário da agência de comunicação e mídia social MF Press Global, é também um correspondente e colaborador de várias revistas, sites de notícias e jornais de grande repercussão nacional e internacional. Atualmente detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira e internacional, reconhecido por grandes nomes do jornalismo em diversos países. Como filósofo criou um novo conceito que chamou de poemas-filosóficos para escolas do governo de Minas Gerais no Brasil. Lançou o livro ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’ no Brasil, Angola, Espanha e Portugal.