Pare de olhar para trás. Você já sabe onde esteve agora precisa descobrir para onde vai.

Luciano Cazz

O passado nos deixa estancado no presente uma vez que não é possível caminhar para frente olhando para trás. São traumas de infância, amores perdidos, chances desperdiçadas e, em vez de usarmos as dores para nos fortalecermos, ficamos presos na culpa que nos leva a questionar nosso próprio valor. Entretanto, nem tudo que sofremos tem a ver com aquilo que somos e, sim, com o tipo de pessoas que convivemos. Porém, só continuam nos ferindo se damos permissão.

Então, não permita que o passado lhe atormente. Não podemos evitar o que nos tornamos, mas podemos escolher no que nos transformar. Se nossos pais não foram os melhores ou falharam, não há nada que possamos fazer diante da limitação que é deles. Mas podemos aprender a ser, para nossos filhos, exatamente aquilo que eles não conseguiram ser para a gente: porto seguro, fonte de amor e afeto.

Se somos traídos em uma relação, o que nos resta é entender onde foi que nos enganamos para que novos tropeços não aconteçam, em vez de ficarmos questionando o papel do outro e suas falhas. Se nos passaram a perna no trabalho, que da próxima vez tenhamos mais cautela e aprendamos que nem tudo deve ser comentado. Se expor para as pessoas erradas pode trazer prejuízos certeiros.

E, se nós é que fizemos as escolhas equivocadas, devemos nos perdoar. Ter consciência do erro já é um lindo começo para entender a melhor direção a se seguir daqui para adiante. De nada adianta ficar mergulhado na culpa, principalmente, se sua intenção era o melhor. O arrependimento não muda o passado, mas pode melhorar o seu destino. Então, deixe esse peso para trás tentando acertar no presente para que o futuro seja de paz no coração. E quando lhe perguntarem sobre o seu passado, responda: Eu não vivo mais lá.

Não, o mundo não é justo. Vivemos rodeados de problemas e pessoas mal-intencionadas. E essa realidade não vai mudar de uma hora para a outra. O que precisa ser diferente é nossa atitude diante da vida. Mirar o horizonte. É lá que está tudo o que nos faz bem, porque o que passou é imutável. É hora de parar de remoer o passado, porque ele não é a direção para um caminho grandioso. Pelo contrário, é uma ponte interrompida.

Desvie seu olhar de todo o mal que já lhe foi causado para focar no bem que busca para sua vida, pois, a melhor maneira de seguir em frente é se libertar do que lhe puxa para trás. Ser hoje o cadáver vivo do que ontem foi vida, é desperdiçar a oportunidade de um destino feliz. Se você ficar relendo e relendo esse parágrafo, ficará estancado no tempo e nunca chegará ao fim do texto.

O universo tem o poder de transformar sua vida para melhor. Porque o passado até pode estar em sua cabeça, mas o futuro está em suas mãos. É como se o destino fosse um quadro-negro onde é preciso apagar o que está lá para escrever o novo. Então, desapegue do que lhe é anterior, planeje, sim, o futuro, mas aproveite o presente.

O plano de Deus é muito maior do que aquilo já encerrado na sua vida. Por isso, deixe o pretérito no lugar dele, afinal, se passado fosse bom, seria presente. Por isso, pare de olhar para trás. Tudo de melhor que você ainda vai viver está à sua frente. Então, quando o passado lhe chamar novamente, já sabe: não responda! Ele não tem nada de novo a lhe dizer.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Luciano Cazz
"Luciano Cazz é publicitário, ator, roteirista e autor do livro A Tempestade depois do Arco-íris."

COMENTÁRIOS