Para hoje, apenas faça uma prece. Seja apenas mais luz, mais coração e paz

Sil Guidorizzi

Para hoje, faça uma prece, estreite os laços com quem lhe tem grande estima espiritual, defenda-se das maldades e não procrie a dor que se alastra afetando seu íntimo.

Não adoeça por quem não lhe quer bem, não cultive mágoa no peito, não deixe que os problemas lhe sejam um martírio.
Acenda um incenso, descanse onde achar melhor, reúna os conflitos internos e tente apaziguá-los com as lições diárias do mestre. Respire.

Não há nada como um dia após o outro, como confiar mais em si mesmo (a), como deixar que as diretrizes do bem sejam consequência em seu caminho.

Ninguém precisa de aplausos, ninguém precisa tanto assim de holofotes para mostrar o que vem com sinceridade de dentro. Não se misture às sombras e não se nivele à vida de ninguém. Muitos aos fecharem suas portas em seus cantos esquecem-se da gratidão, esquecem-se das pessoas que passam por dores e privações, esquecem-se das voltas que a vida dá.

Seja apenas mais luz, mais coração e paz. Não exija do outro o que não consegue fazer, o que não consegue ser.
Se há coragem para tantas coisas, há coragem para perdoar, para sentir as necessidades do que é destino.
Não se envergonhe não se entristeça, não deixe que lhe pisem feito tapete.

Muita gente sai em busca do ouro e, por vezes, encontra uma dor mais profunda, encontra desgostos aparentes, por não se contentar com o que tem.

Para hoje, ofereça a Deus sua disposição, sua condição de tratar o próximo com respeito, sem preconceito, sem gritaria, elevando apenas a voz do coração, para que outras vidas se aproximem e não o agridam através de palavras expostas e flechas que perfuram o ser.

Seja claro como o dia que nasce e lhe dá uma nova chance, seja nítido para que as pessoas consigam ver através da sua essência.

Muitos o negarão, muitos podem tratá-lo com indiferença, muitos o questionarão como quem acha que entende tudo sobre a vida.

Levante-se com fé, deixe que o sol brilhe na esfera que protege sua aura e transmita para dentro de si a cura que abençoa, a serenidade que alimenta a esperança que não morre.

Envio-lhes essa prece com o coração:

Pai Nosso que estais nos céus, na luz dos sóis infinitos, Pai de todos os aflitos deste mundo de escarcéus. Santificado, Senhor, seja Teu nome sublime, que em todo Universo exprime ternura concórdia e amor.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Sil Guidorizzi
Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.