Ofereça ajuda, mas não se destrua por quem não quer ser ajudado.

Essas pessoas têm um programa muito negativo rodando em sua mente, um software autodestrutivo, que é configurado para ver apenas o lado negativo da vida.

Por mais que tentemos lhes mostrar que as coisas podem melhorar, que nem tudo precisa ser tão sofrido e penoso, e que existe vida boa, não adianta, elas insistem em se manter nesse padrão: em baixa frequência vibracional, com um diálogo interno péssimo, lamentando e blasfemando sempre contra tudo e todos.

Elas se acostumaram a viver dessa forma e isso, por mais absurdo que nos pareça, traz um ganho secundário, pois estão sempre em busca de atenção e acreditam que, sendo as grandes vítimas do complô universal armado exclusivamente para elas, conseguirão essa atenção.

Mas chega uma hora em que ninguém aguenta mais, e essas pessoas se tornam verdadeiros vampiros energéticos, e a pena e a compaixão dos demais se transformam em raiva e desprezo.

Desse jeito, não conseguem manter um relacionamento amoroso saudável nem amizades sinceras, e tumultuam os ambientes que frequentam.

Se não nos blindarmos contra esse tipo de pessoa, acabaremos adoecendo na vã tentativa de ajudá-la a se curar.

É difícil entender, mas você precisa começar a se preservar e a compreender que há quem não queira ser ajudado, que não queira sair da zona de desconforto conhecida, que adote o bicho-papão que pensa haver debaixo da cama e que acredita que não pode mudar.

Aí, meu amigo, nada do que propomos surte efeito positivo. A pessoa está sempre na defensiva, reforçando a posição de vítima, enfatizando os erros dos outros, distribuindo suas culpas por aí e ignorando totalmente que precisa de ajuda.

Ela se acha superior e autossuficiente, mas na verdade é digna de pena e precisa da luz de alguém para sobreviver.

Esse tipo de gente esgota as energias do demais, leva embora sua saúde mental e física, e ainda termina dizendo que ninguém nem sequer se preocupa com ela. Coitada!

Ofereça sua ajuda, faça o seu possível, mostre-se disponível, mas não se destrua e se desgaste mais por quem não quer abandonar a cadeira do vitimismo e ser puxado para cima.

Há pessoas pelas quais nos matamos, fazendo o impossível, dando-lhes o máximo e ainda assim o nosso melhor nunca lhe será suficiente, não por incapacidade nossa, mas pelo enorme buraco que existe dentro delas. Ninguém será capaz de preencher esse buraco, de repor o enorme déficit emocional com que vivem.

Não se culpe mais e não estenda mais a mão quando você sabe que querem levar a sua alma. Preserve-se! Cada um escolhe o próprio caminho evolutivo nessa jornada chamada vida.

Não podemos interferir no caminho do outro, mesmo com muito amor e querendo tanto ajudá-lo. Concentre-se no seu caminho. Ele receberá a ajuda que precisa no devido tempo.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









"Mãe, mulher, geminiana, maluca e uma eterna sonhadora!"