O que não mata te fortalece. Aumente a sua resiliência!

Resiliência Humana

O que não mata te fortalece – aumente sua resiliência!

Por Martin Garello

As tragédias e as complicações que a vida nos apresenta quando nos atingem com força, mas nos deixam vivos, permitem transformar uma experiência traumática em resiliência ou aumentar a capacidade de lidar com as dificuldades de maneira positiva.

A resiliência é a nossa força interior para enfrentar qualquer adversidade. É ter a certeza de por mais complicada e séria que possa parecer, você pode vencê-la sempre.

Agora, um novo estudo sugere que os eventos negativos de nossa vida podem treinar a mente a reagir e se tornar mais forte do que antes.

O que não mata te fortalece

A resiliência é a capacidade de não ser desencorajado pelas dificuldades da vida, para reagir e subir novamente mais forte do que antes.

Como sabemos, uma experiência traumática pode arruinar nossas vidas, mas isso nem sempre pode ser o caso. De fato, a maioria das pessoas tende a se recuperar rapidamente e um novo estudo explica o porquê.

Na prática, o trauma desencadeia um tipo de treinamento mental que fortalece a mente e o corpo e nos prepara para enfrentar o próximo desafio.

Os maus momentos treinam a mente para a resiliência

Pesquisadores do Bard College e da Universidade de Cambridge conduziram um estudo com dois grupos, cada um composto por 48 estudantes universitários. Alguns deles tiveram traumas relativamente significativos , como testemunhar ou sofrer um acidente, violência, diagnóstico de doença, morte na família etc.

Durante o experimento, os participantes tiveram que visualizar um conjunto de 60 pares de palavras, que consistiam em uma palavra neutra (por exemplo, “violino”) e uma resposta neutra ou negativa, por exemplo: (“caminho” ou “cadáver”).

Depois, houve um processo chamado ” Pense / Não Pense “. Uma cor foi projetada na tela e os voluntários tiveram que dizer a palavra resposta o mais rápido possível.

A equipe de pesquisa descobriu que as pessoas de ambos os grupos estavam indo bem, mas as pessoas que sofreram trauma foram melhores nos testes “Não pense”, mostrando uma capacidade mais forte de esquecer palavras específicas sob demanda.

“Nossos resultados sugerem que experiências traumáticas, por mais assustadoras que sejam, podem contribuir naturalmente para a adaptação das habilidades de controle cognitivo, melhorando a resistência subsequente, pelo menos para aqueles que experimentaram apenas níveis moderados de trauma”, diz ele. o estudo publicado no Journal of Experimental Psychology.

A capacidade de inibir certas memórias pode ajudar as pessoas que sofreram traumas graves a serem mais resistentes. Esse mecanismo geral de controle inibitório também pode ajudar indivíduos pós-traumáticos a suprimir emoções e ações indesejadas.

Aprendemos a enfrentar a vida ao máximo com algumas dicas que podem ser úteis, especialmente nos dias em que vemos tudo preto e quando não podemos tomar uma decisão. Como Friedrich Nietzsche antecipou e pensou profundamente:

“O que não mata você a machuca seriamente e a deixa tão espancada, que você aceita qualquer tipo de abuso e diz a si mesmo que isso a fortalece.”

Frase que, após várias edições de seu livro, acabou sendo resumida injustamente em: “O que não mata te fortalece”, no entanto, no sentido psicológico, isso é verdade.

Podemos treinar nossa resistência e melhorar nossa resiliência para enfrentar problemas com maior integridade e sabedoria, e isso não é apenas uma quimera.

*Tradução e adaptação Iara Fonseca para REDAÇÃO RH. Com informações Mente Asombrosa

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia