O que é a energia do Universo?

Susana Vieira Ramos

A física quântica, ciência fortemente influenciada por Albert Einstein, pretende explicar o Universo no qual vivemos, tentando alcançar um espectro maior do que a ciência em si, indo ao nível filosófico, universal e espiritual da vida. A física quântica prova cientificamente aquilo que até hoje foi e ainda é difícil de explicar como, por exemplo, todo o trabalho energético do Reiki, da acupuntura, do magnetismo, etc.


Mas o que é mesmo esta energia universal?

Vimos anteriormente o conceito de Reiki, porém agora vamos deter-nos na noção de energia universal. Esta consiste numa energia diferente do corpo físico e do espírito, que se articula perfeitamente com eles. A palavra «energia» deriva etimologicamente do grego antigo «en+ ergon» e significa «ação em movimento», «força», ou «vitalidade». Então, podemos definir energia como uma força que dá vitalidade, que permite a ação e a realização.

Para a Física, a energia é uma vibração de sons, de cores ou de ondas de rádio: ela tem uma frequência vibratória e uma amplitude, exatamente como uma onda. Tal como quando ligamos um rádio para encontrar uma frequência (a RFM ou a TSF, por exemplo) ou a sua amplitude (volume alto ou baixo), assim funciona a energia do Universo.

Temos uma ideia errada de que o Universo é apenas constituído por planetas, estrelas, buracos negros e afins. Na verdade, tudo o que existe no Universo é constituído por energia, portanto o vazio não existe. Toda a matéria é constituída por energia, as ditas ondas eletromagnéticas que estão sempre em movimento. Assim, a Física moderna transformou o conceito de Universo «palpável» num processo abstrato chamado campo quântico.

Uma onda energética pode transformar-se em matéria e a matéria, por sua vez, em uma onda energética. Energia e matéria são dois elementos idênticos, pelo que se compreende os efeitos das terapias energéticas sobre os humanos, animais e plantas. Tal como a informação de um ser vivo se encontra no interior das suas células, toda a informação do Universo se encontra na mínima partícula de energia.

Em 1925, o engenheiro russo Georges Lakhovsky demonstrou que todas as células emitem uma energia luminosa que lhes permite comunicar entre si. Ele provou ainda que uma célula ou um órgão doente não emitem as mesmas frequências energéticas como quando são saudáveis. Assim, os tratamentos energéticos, como o Reiki, consistem em voltar a harmonizar a célula ou o órgão doente, reconectando-os às energias cósmicas (energia universal) que habitualmente os alimentam, de modo a encontrarem a sua frequência normal.

Logicamente, se nós, seres humanos, somos energia, então é compreensível por que é que o nosso organismo pode beneficiar das terapias energéticas, a nível físico, mental, emocional e até espiritual.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Susana Vieira Ramos
Susana Vieira Ramos é Mestre de Reiki, com formação em Vidas Passadas, Leitura da Aura e Anatomia Energética. Iniciou o seu percurso profissional como professora de Português e Filologia Clássica, mas é no desenvolvimento pessoal e espiritual que realiza a sua missão de vida.

COMENTÁRIOS