O problema não está na mentira que contamos para os outros, mas na que contamos pra nós mesmos!

o-problema-nao-e-a-mentira-que-contamos-para-os-outros-e-a-que-contamos-pra-nos-mesmos

O problema não está na mentira que contamos para os outros, mas na que contamos pra nós mesmos!

O Gasparetto dizia que não era contra a mentira. Ela é útil, dizia ele. E é verdade!

Quando a vida em sociedade se torna insuportável, ela serve. Quando a dor de cabeça é nota 2, mas eu preciso ficar em casa para organizar as coisas, ela vira 10 para o chefe. Mentira só existe porque precisamos dela.

A questão não é a mentira que contamos aos outros. O grande problema é quando contamos uma mentira a nós mesmos. E, acredite, fazemos isso demais.

Quantas mentiras você já contou pra você mesmo?

Que vai começar a dieta na segunda-feira?

Que vai comprar só mais essa blusinha no shopping e já vai embora?

Que não arruma emprego por causa da pandemia?

Somos especialistas em mentiras assim como somos especialistas em desculpas. E contar uma mentira para alguém nos da uma falsa sensação de poder.

Usamos a mentira para manipular, para que o outro faça aquilo que nós queremos que ele faça. Usamos a mentira como mecanismo de defesa de um ego fragilizado.

E nem me venha dizer que você não faz essas coisas E que odeia mentira.

Na realidade você já pediu pro seu filho dizer que você não estava para um telefonema chato ou falou para a vendedora que estava só dando molhada quando na verdade queria saber o preço.

Contamos mentiras o tempo todo, isso não seria um problema se sustentássemos uma verdade interna.

Uma coisa eu fiz alguma coisa para os outros. Outra coisa eu fingir pra mim mesmo.

Entenda que as pessoas sabem quando você está falando uma verdade uma mentira, ela só não se importam. Mas o que você faz com a suas próprias mentiras. O que você finge o tempo todo pra você mesmo?

Como assim avaliar aquilo que sai da sua boca e, principalmente, o que fica na sua mente.

Entenda o que você quer de verdade porque se sente obrigado a contar tantas mentiras.

Entenda que o outro tem o poder de ir embora ele não escutar mas aquilo. Mas você vai precisar continuar convivendo com aquilo pelo resto dos seus dias.

Ninguém sabe a verdade absoluta de nada mas quando sou honesto comigo tendo a ser honesto com as outras pessoas.

E aí não adianta reclamar do governo, da corrupção, da mídia se eu mesmo só contar mentiras para mim e para os outros.

Somos todos mentirosos patológicos, tentando enganar outros mentirosos patológicos.

O que é isso senão uma grande patologia?

*DA REDAÇÃO RH. Foto de Zohre Nemati no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Terapeuta porque adora ajudar as pessoas a se entenderem. Escritora pelo mesmo motivo. Apaixonada por moda, dança, canto, fotografia e toda forma de arte. Adora pão de queijo e café com leite e não pretende mudar o mundo, mas, quem sabe, uma pequena parte da visão que temos dele. Espaço Terapêutico Andrea Pavlovitsch Av Dr. Eduardo Cothing, 2448A Vila Formosa - São Paulo - SP +55 (11) 3530 4856 +55 (11) 9.9343 9985 (Whatsapp) contato@andreapavlovitsch.com