O meu objetivo é deixar um legado. Eu não nasci para ser mais um. Estamos em tempos difíceis, mas é precisamente nestas situações que crescemos. Os povos mais desenvolvidos da humanidade se superaram devido às dificuldades e adversidades.

Já se perguntou, qual o valor do seu esforço? De que vale cada esforço sem recompensas que sejam realmente significativas? Nossos feitos precisam ser registrados. Na era da mídia social, o que diferencia um perfil do outro é a autenticidade e o poder do conteúdo.

Se você pudesse escolher, preferia que apenas seus filhos se lembrassem de ti e das suas conquistas? Ou uma grande massa?

Sabe o que tinham e têm, Bill Gates, Steves Jobes, Einstein, Freund, entre todos os gênios em comum? Todos eles trabalharam por um legado, ou seja, a vida não poderia ser apenas aquilo e trabalharam para entrar para história e não passarem despercebidos.

Tenha seus feitos registrados, tenha seu nome no Google, escreva um livro, faça artigos científicos, apareça na TV, na rádio, no impresso, na revista online. Mas faça da sua vida algo que não apenas você possa se orgulhar, mas também, as futuras gerações que lerão sobre você ao pesquisar seu nome no Google e/ou em outros browsers atuais ou do futuro.

Famoso não é quem aparece mais, é quem permanece criando e contribuindo para um bem maior. A maturidade do sucesso vem quando o seu nome alcança o coração das massas e vai ganhando força e destaque até que um dia – BOOM. Você é reconhecido.

Este é meu objetivo de vida, deixar um legado. Eu não nasci para ser mais um, sou diferente.

Você não se destaca na marra, você se destaca por mérito.

Não é escrachando destaques imediatos, o ser humano é cognitivo e percebe quando a exposição é forçada.

As pessoas vão te conhecendo aos poucos, e se você tem conteúdo pra mostrar, o seu nome ganha força, você passa de um mero ser humano para um personagem importante para o grande público e para os jornais.

Nós só conheceremos a sua capacidade quando mesmo com grande sucesso midiático, o seu nome e o que você ensinou possui um peso maior do que a sua própria fama.

Trabalhe para deixar um legado. Você não nasceu para ser mais um!

*Foto de Philipp Wüthrich no Unsplash *texto de Fabiano de Abreu – Doutor e Mestre em Psicologia da Saúde pela Université Libre des Sciences de l’Homme de Paris; Doutor e Mestre em Ciências da Saúde na área de Psicologia e Neurociência pela Emil Brunner World University;Mestre em psicanálise pelo Instituto e Faculdade Gaio,Unesco; Pós-Graduação em Neuropsicologia pela Cognos de Portugal;Três Pós-Graduações em neurociência,cognitiva, infantil, aprendizagem pela Faveni; Especialização em propriedade elétrica dos Neurônios em Harvard;Especialista em Nutrição Clínica pela TrainingHouse de Portugal.Neurocientista, Neuropsicólogo,Psicólogo,Psicanalista, Jornalista e Filósofo integrante da SPN – Sociedade Portuguesa de Neurociências – 814, da SBNEC – Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento – 6028488 e da FENS – Federation of European Neuroscience Societies-PT30079.
E-mail: [email protected]

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Fabiano de Abreu Rodrigues é psicanalista clínico, jornalista, empresário, escritor, filósofo, poeta e personal branding luso-brasileiro. Proprietário da agência de comunicação e mídia social MF Press Global, é também um correspondente e colaborador de várias revistas, sites de notícias e jornais de grande repercussão nacional e internacional. Atualmente detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira e internacional, reconhecido por grandes nomes do jornalismo em diversos países. Como filósofo criou um novo conceito que chamou de poemas-filosóficos para escolas do governo de Minas Gerais no Brasil. Lançou o livro ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’ no Brasil, Angola, Espanha e Portugal.