O mercado da notícia ruim: como isso pode te afetar emocionalmente

Kassia Luana

O mercado da notícia ruim: como isso pode te afetar emocionalmente

Você acorda, liga a TV e, enquanto se prepara para começar o dia, está escutando quantas mortes houveram durante a madrugada, assaltos, brigas, mais detalhes sobre as tragédias do dia anterior…

À caminho do trabalho, em posse do seu telefone, vai passando pelo seu feed notícias… violência contra crianças, mulheres…

Na hora do almoço ou no intervalo do trabalho, enquanto a TV está ligada, o assunto na roda de colegas são as tragédias que passam na TV. Cada um tem detalhes mais assustadores, que encontrou em canais diferentes de TV ou no jornal impresso, ou recebeu pelo whatts app…

Durante a tarde, você se sente agitadíssimo no trabalho, até um pouco nervoso.

Final do expediente, pega o transporte, vai para casa e, enquanto toma banho, prepara a refeição, deixa TV ligada para “fazer companhia”.

Enquanto isso, mais informações pesadas são enviadas a seu subconsciente.

Você está hipnotizado e nem percebe.

Dorme aborrecido, irritado, tem pesadelos e vive assustado.

Na sexta à noite e no final de semana, quando se encontra com os amigos e a família, nos círculos em geral, os assuntos são sempre os mesmos: as maldades que algum personagem da novela fez com o outro, as tragédias que foram destaque nos telejornais durante a semana, o modo como todos estão irritados e infelizes com seus próprios trabalhos, as brigas conjugais…

E você, sem perceber novamente, está envolto nesta egrégora de negatividade que está assolando o mundo.

Manipulação

Não sei se você percebeu, mas, a TV passa menos de 10% do que ocorre no mundo. E enfatiza-se sempre o que há de ruim, nos dando a sensação de que somente isso acontece.

Seguem alguns exemplos:

• Você assiste todos os dias notícias de ricos que foram presos cometendo ilegalidades. A sua mente formula, automaticamente, que todos os ricos são desonestos. Mas, note que para ser rico, para que as pessoas confiem dinheiro a outra, ela precisa provar honestidade, confiança.

E olhe número de ricos que existem à sua volta.

Os honestos são, sim, a maioria. Mas você só consegue enxergar a sua volta os desonestos. E, já que você não quer ser desonesto, prefere se manter onde está e não enriquecer.

• Você assiste duas vezes na semana notícias sobre violência e corrupção policial.

Em uma cidade com 400 policiais, por exemplo, a notícia de que um é desonesto, repetida várias vezes, causa em você a sensação de que todos esses pais de família também são assim.

E, acredite, a maioria deles é honesta. Mas você só lembra o nome e vê o desonesto. Olha a classe com desconfiança e vive com medo, julgando e rezando para não precisar deles.

• Você assiste a notícias de assaltos diariamente.

Vive com medo, assustada, nervosa, quando os casos são muito pontuais na região em que você vive e trabalha. Mas você vive falando e vibrando essa frequência. Até que um dia, é assaltado e vira estatística.

• Você está com a saúde perfeita, mas assiste no noticiário que está tendo um surto de uma doença, virose por exemplo, e poucos dias depois começa a sentir os mesmo sintomas descritos ali.

Adoece e reafirma que o noticiário estava certo.

Percebe a incoerência?

Fomos “educados” para ver o lado negativo das coisa, pessoas, e estarmos sempre esperando o pior. E, como somos frequência, energia, hora ou outra atrairemos para nossa vida exatamente o que estamos emanando, vibrando para o Universo. Nossa vibração é como uma súplica.

Somos sugestionados, o tempo inteiro, a vibrar no medo: de adoecer, de morrer, de sofrer violência, de perder o emprego… E, quem ganha com isso?

Pense sobre o assunto, com carinho e tempo, e note que nunca é você.

Uma população com medo fica paralisada:

não cresce.

Tem forma melhor de vender produtos, conseguir apoio ou controlar uma pessoa do que o medo?

Mudanças

Quando estive “abaixo do fundo do poço” e resolvi mudar completamente de vida, uma das primeiras coisas que cortei foi qualquer veículo de notícias ruins: pessoas, jornais, revistas, perfis de redes sociais… Qualquer coisa que me trouxesse negatividade foi cortado da minha vida. Estranho para alguém que atuou mais de 15 anos como jornalista, correto?

Eu percebi o quanto as notícias ruins me deixavam ainda mais para baixo.

Se estava triste e assistia uma notícia negativa, me sentia ainda pior, mais fraca, e coisas ruins começavam a acontecer logo em seguida.

Mas, quando via um ato de bondade, recebia uma notícia positiva, minha mente e coração ficavam felizes, me sentia mais animada, alegre e começava a receber mais notícias positivas.

Quando você está consciente, percebe estes pequenos detalhes.

Se uma notícia positiva, vibração de felicidade e alegria conseguiam mudar o curso da minha noite, ou tarde, imagina se eu conseguisse chegar a este ponto logo pela manhã, ao acordar, ainda no estado Alfa?

Testei várias formas até encontrar a minha.

Recomendo que você faça o mesmo, até encontrar a melhor meditação ou sugestão positiva para utilizar e elevar sua frequência logo nos 30 primeiros minutos do seu dia.

Eu medito.

Algumas pessoas gostam de colocar áudios com frequências positivas, outras fazem algum tipo de meditação guiada… O importante é vibrar positivamente.

Durante o dia, evito assuntos negativos.

Note que não os nego, mas não fico recontando, porque é o mesmo que reviver aquilo muitas e muitas vezes. Mas, os fatos positivos, faço questão de contar para muitas pessoas. E fico alegre cada vez que falo sobre isso. É mágico. Uma forma muito interessante de viver.

Nas redes sociais, acompanho perfis de humor, fotos de viagens a lugares que vou conhecer e de notícias que nos fazem acreditar em um mundo melhor.

Existem muitos perfis do tipo disponíveis.

Não sigo ninguém negativo, que compartilhe tragédias.

Não respondo a mensagens compartilhadas com notícias de caráter duvidoso, ou fotos de tragédias, mortes. Sou enfática ao exigir que este tipo de conteúdo não me seja enviado.

Faço minhas refeições sozinha e em silêncio, ou em companhia de pessoas alegres, positivas, dando boas risadas. Se estou em um meio de pessoas que começam a falar de tragédias e coisas negativas, me retiro.

As mudanças que estas atitudes somadas a algumas outras fizeram, e fazem diariamente na minha vida são visíveis: sou muito feliz, mais produtiva, chego ao trabalho já sorrindo, minha saúde é ótima, atraio para minha vida pessoas maravilhosas diariamente.

Minha energia é maravilhosa e as pessoas tem prazer em ficar perto de mim. Até mesmo desconhecidos. É maravilhosos viver assim.

As pessoas são boas!

Coisas boas acontecem mais do que as ruins, acredite.

Faça o teste de 21 dias sem falar, assistir ou fazer nada negativo e verá as mudanças em sua vida!

A frequência da criação é a felicidade e não o medo!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Kassia Luana
escritora, promotora de vendas e divulgadora Seicho No Ie (SNI). Apaixonada pela vida, acredito na auto cura, na gratidão e amor ao próximo.