O fim de um relacionamento tem o poder de nos desnudar por inteiro!

Você já superou o término do seu relacionamento e deseja viver uma nova experiência em sua vida, mas morre de medo de se entregar e sofrer novamente?

Você não consegue confiar mais nos homens e tem medo que te façam passar pelo mesmo sofrimento que você viveu no passado?

De fato, um término de relacionamento tem o poder de nos desestruturar por inteiro, principalmente se sua relação foi traumática e abusiva.

Quando começamos um relacionamento, nutrimos o sonho de construir uma parceria, fazemos planos de constituir família e desejamos viver momentos maravilhosos ao lado de uma pessoa na qual depositamos nossa total confiança, e ter isso quebrado da noite para o dia é realmente devastador e traumático.

Traz uma sensação de impotência. De que nossos esforços não valem a pena. De que amar é sofrer, e de que se não quisermos mais sentir tamanha dor não podemos nos entregar novamente.

Independente do tempo juntos, ninguém se casa ou mesmo inicia uma relação pensando que um belo dia essa história de amor venha a acabar.

Por isso, é muito natural o medo exagerado de se relacionar novamente. Você passa a projetar seu ex e os comportamentos dele em todos os homens que se aproximam de você.

Mas as pessoas são diferentes. Seu ex ter agido com você de uma forma errada, ter sido um babaca ou até ter te traído não significa que “homens fazem isso e que são todos iguais”.

Quando você diz isso para si mesma, é como se utilizasse um escudo protetor para “justificar” o fracasso da sua relação.

“Não foi culpa minha. Homens não prestam, eles são todos uns insensíveis e não estão nem ao para os sentimentos das mulheres.”

Se você pensa desta forma, a primeira coisa que você precisa fazer ao iniciar uma nova relação é:

Recupere-se das dores emocionais do passado. Livre-se do seu lixo emocional. Do ressentimento, da mágoa, da culpa.

A segunda coisa é: não antecipe seu sofrimento.

Sim, porque é exatamente isso que você está fazendo. Por não querer sofrer lá na frente você já sofre agora, por “antecipação”.

Se você pretende começar um relacionamento vestindo uma armadura é melhor nem começar. Comece limpando as suas crenças em relação ao amor e se conectando com as suas reais necessidades.

O amor verdadeiro existe, mas precisamos antes de nos relacionar com um outro ser humano, aprender a nos relacionar amorosamente com a nossa própria essência, e através dela, ressignficar o nosso conceito de amor.

Assim que entendemos e sentimos esse amor dentro de nós, sem ressalvas, passamos a nos sentir atraídos por pessoas que também já compreendem esse amor em sua inteireza.

Essas pessoas conseguem expressá-lo e vivencia-lo de forma autentica e simplesmente se entregam totalmente a ele desprovido do medo de sofrer uma decepção porque já não estão mais presos ao passado, e acreditam que é totalmente possível viver um grande e verdadeiro amor.

Viva o amor com todo o seu esplendor, se torne inteiro diante dele, e verá que nada mais te fará voltar a ter medo de viver uma nova relação.

Se você ainda não faz terapia, descubra novas possibilidades. Mande um direct para @rhamuche. E se abra para o amor verdadeiro.

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar. Foto de Allan Dias no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.