O consumismo virou uma espécie de “deus” moderno, as pessoas sofrem com a falta daquilo que nem é necessário

Danielle Luppi

No mundo moderno de hoje o consumismo tomou e vem tomando espaço de uma forma drástica e avassaladora, entrando nos lares de muitas famílias e destruindo a vida de muitas pessoas. O consumismo virou uma espécie de “deus” moderno. As pessoas idolatram e almejam o que não tem e sofrem com a falta daquilo que nem é necessário.

Pessoas não são mais definidas pelo que elas são, mas sim pelo que elas tem.

Ciclos de amizade se formam baseados nos pertences das pessoas e não no vínculo e na afinidade. Você, muitas vezes, só é aceito por um determinado grupo se possui alguma coisa. Tudo gira em torno do objeto, até mesmo o sentimento das pessoas. É um absurdo!

Você só é considerado “cool” se você está vestindo roupa de marca, tem um carro novo ou o último modelo de celular. Muitas pessoas vão te aceitar se você se encaixa em padrões consumistas pre-estabelecidos pela sociedade. E em consequência disso, devido a necessidade de aceitação , as pessoas se não endividam e compram aquilo que não podem pagar ou aquilo que não é preciso ou necessário.

Milhões e milhões de pessoas estão endividadas simplesmente porque “precisam” comprar, e comprar, e comprar. As pessoas são carentes e tem a necessidade de serem aceitas e de pertencerem a algum grupo e muitas delas farão o que for preciso para serem aceitas.

As pessoas perderam o valor?

Os pequenos gestos perderam seu valor… O amor, a simplicidade, o abraço, o beijo, o bilhete e as palavras perderam o seu valor.

As pessoas agregaram valor em coisas, objetos. Coisas são coisas e deveriam permanecer como coisas. Objetos são apenas objetos. Por que tem que ser de marca? Por que tem que ser a última tecnologia do momento? Por que tem que ser caro para ser considerado de qualidade?

Nós precisamos mais de amor e menos de roupas de marca. Precisamos mais de pessoas ao nosso redor que nos amem por aquilo que somos e não por aquilo que temos. Precisamos de mais sorrisos, mais gargalhadas, mais simplicidade para viver.

Minimalismo! Esta é a palavra.

Nós podemos e devemos viver com pouco, com o necessário. Para que comprar 10 tipos diferentes de relógio se você apenas precisa de um para ver as horas? Para que se endividar e comprar um carro novo se um carro usado e mais simples vai te levar aos lugares do mesmo jeito? Simplicidade! Precisamos de mais simplicidade em nossas vidas.

E se temos medo de não sermos aceitos por algum determinado grupo simplesmente porque não consumimos as mesmas coisas que eles, não tenha medo, esse grupo não te merece. Você tem muito mais valor que um tênis, que uma roupa, que uma casa. Você tem valor de verdade e para Deus você é a pessoa mais valiosa desse mundo. Deus te valoriza pelo que você é. E em Cristo você pode ser muito mais!

Será que está na hora de você rever os seus valores?

O que importa mais para você, um papo descolado com um amigo no fim da tarde ou um computador novo?

O que importa mais para você, uma flor colhida do jardim do vizinho e dada com muito amor ou um vestido novo de marca?

O que é mais valioso para você, um café da manhã na cama ou um anel de brilhantes?

Estamos perdendo a oportunidade de apreciar os bons momentos da vida. Perdemos a chance de ver o por do sol, apreciar um sorriso ou mesmo um olhar simplesmente para olhar para vitrines cheias de produtos e objetos que não precisamos.

As lojas tentam nos atrair de qualquer jeito, a tv está cheia de propaganda tentando vender produtos fúteis. Aí você vai e adquire alguma coisa, mas no próximo mês aquela coisa já é velha e a mídia te diz que você precisa agora comprar de novo, a versão mais nova, mais cara, mais “legal”. Cuidado!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Danielle Luppi
Mora na Inglaterra, pós-graduada em Fisiologia Humana, adora música e atividade física. Faz de tudo para ter uma dieta saudável, mas não dispensa um delicioso brigadeiro. Ama cachorros, um dia ensolarado e um bom filme. Gosta de cuidar das plantas e cozinhar. Ama sua família e sempre está disposta a ouvir e ajudar as pessoas."Me encanto com o amor de Deus e vibro com cada experiência vivida ao lado de Cristo." - Danielle Luppi Colombari

COMENTÁRIOS