O caminho para uma vida plena e feliz é apenas uma questão de paciência e resiliência.

Idelma da Costa
o-caminho-para-uma-vida-plena-e-feliz-e-apenas-uma-questao-de-paciencia-e-resiliencia

A vida é uma caixinha de surpresas. Ninguém sabe o que irá acontecer daqui a um minuto. Podemos não estar vivos, podemos estar com problemas, tranquilos, tristes, alegres, saudáveis ou não.

A vida é uma montanha russa. Entre altos e baixos, vamos levando e seguindo em frente.

A vida não nos dá garantias de que nunca passaremos por momentos difíceis, mas dá garantias de que tudo passará.

Desafios fazem parte da vida.

O que podemos fazer é aproveitar a parte ruim, transformando-a em aprendizado, usando nossa experiência e vivência para não cometer os mesmos erros do passado.

Não acho que com o término da pandemia da COVID-19 devemos voltar à normalidade do que era antes.

Vivemos, sim, numa época difícil, onde os valores se perderam e o que prevalece é a superficialidade.

Acho que tudo na vida tem um porquê e nada é por acaso.

Não é à toa, termos que enfrentar essa turbulência juntos.

Estamos todos no mesmo barco e repensar no que estamos fazendo de errado é fundamental para poder corrigir nosso modo de agir e pensar, e assim ser possível abrir os caminhos para algo novo.

Fazendo nossa parte para nos tornarmos seres humanos melhores é o caminho para ser possível fazer novas todas as coisas.

É certo que ninguém está imune às mudanças que vem por aí.

Acredito que sejam para melhor.

Somos imperfeitos e estamos no mesmo barco.

Poder-se-ia dizer e afirmar que não existem pessoas totalmente santas. Tudo gira em torno dos interesses pessoais.

Entre ajudar ao próximo e ajudar a si mesmo, é lógico que qualquer um optará em se ajudar.

É o amor próprio, que dará sustentação para poder ajudar o próximo.

Tudo começa por nós mesmos.

Egoísmo seria, ter a possibilidade de ajudar o próximo e a si mesmo ao mesmo tempo, optar em olhar apenas para o próprio umbigo, fazendo o papel de Todo Poderoso, dono de todas as decisões.

Impondo e imperando sua própria vontade, sem sequer estar aberto ao diálogo e trocas de ideias para se chegar a um denominador comum favorável a todos os envolvidos. E mesmo que não se chegue a um consenso em comum, o acordado nunca é injusto.

O que podemos fazer agora, onde o mundo parou para nos dar uma nova chance é refletir e tentar mudar o mundo a nossa volta, começando por nós mesmos através de nossas atitudes sempre para o bem.

É isso que fará toda a diferença.

Será apenas uma questão de maturidade e evolução e com o tempo tudo se resolverá e estaremos prontos para desfrutarmos de uma nova vida nova.

Seremos presenteados com um livro de páginas em branco para escrevermos uma nova história, na qual valerá a pena fazer parte.

Estamos a caminho de vivermos uma vida plena e feliz.

Será apenas uma questão de paciência e resiliência.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Idelma da Costa
Idelma da Costa, Bacharel em Direito, Pós Graduada em Direito Processual, Gerente Judicial (TJMG), escritora dos livros Apagão, o passo para a superação e O mundo não gira, capota. Tem sido classificada em concursos literários a nível nacional e internacional com suas poesias e contos. Participou como autora convidada do FliAraxá 2018 e 2019 e da Flid 2018.