O caminho fica mais difícil quando você carrega os pesos do passado. Desapegar é a única maneira de seguir em frente.

O segredo para voltar a se sentir bem quando um caminho termina é aprender a manter a chama acesa.

Não é fácil nem simples manter a chama acesa depois que finalizamos algo, mas é esse movimento de aceitação que te ajuda a crescer e dar o próximo passo.

Manter a chama acesa é entender que você não precisa de muito para ser feliz, apenas do necessário, apenas do que realmente importa e te faz bem.

Enquanto você caminha pela vida reclamando de tudo o que ainda falta, esse olhar para a escassez, trará, imediatamente, uma sensação de insatisfação diante da sua vida.

Ao sentir que você ainda não tem tudo o que precisa, você fica ansioso pelo fim e não consegue aproveitar o percurso.

Você acelera os dias, na tentativa de chegar mais depressa, mas ao fazer isso, acaba atropelando os acontecimentos da vida e escolhendo caminhos mais fáceis.

Mas infelizmente, a facilidade nem sempre te traz satisfação. Muitas vezes, ela apenas cria desvios que te projeta ainda mais longe do seu propósito.

O caminho termina e você percebe que o fim, não era aquilo que você esperava, e em pouco tempo, você volta a se sentir insatisfeito. Ou até acaba se perdendo nesses desvios e nem chega a completar o percurso.

O segredo para acessar o bem estar e encontrar o caminho do seu propósito é aprender a gostar do caminho.

É olhar para os obstáculos e perceber que eles são necessários para o seu crescimento.

É aprender que você não precisa de muito para ser feliz, apenas do necessário.

Mas antes, você precisa saber, exatamente, quais são as suas necessidades. Geralmente, a felicidade está nas coisas mais simples. É a simplicidade que gera a felicidade.

Quando você consegue ser feliz com pouco, você entende que é impossível se sentir satisfeito (a) carregando tanto peso nas suas costas.

Quando você pensa que um caminho acabou e um ciclo se encerrou, o que parece, é que a vida perdeu um pouco o sentido. Você pensa: “E agora?”.

Agora, você precisa aprender a manter a chama acesa!

O passado precisa ficar no passado, mas sem o peso da dor. Ele precisa ser ressignificado com amor. A verdade é que o caminho do propósito não acaba, você apenas conclui alguns trechos.

Para manter a chama acesa depois de um trecho concluído, você precisa desapegar do caminho antigo e levar com você, apenas as lições que aprendeu com ele.

Você precisa aprender a seguir em frente sem os pesos do passado.

Você precisa diminuir a sua bagagem para seguir caminhando mais leve. Caso contrário, os próximos trechos vão se tornar cansativos demais, e você vai sentir que o cansaço é maior do que a vontade de viver plenamente o seu propósito de vida.

Se você está se sentindo cansada (o) e não está conseguindo manter a sua chama acesa, você precisa se desapegar do que você acha que falta e começar a reconhecer que a felicidade está nas coisas mais simples da vida. Eu sei que é difícil fazer esse caminho sozinha (o), por isso, criei o método HP80, se inscreva nesse link e comece hoje mesmo a percorrer esse caminho. Ele vai te ajudar a reacender a sua chama interior.

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Juliana Vasilian. Visite o seu Instagram @julianavasilian e o seu canal no Youtube Juliana é terapeuta transpessoal, especialista em Desenvolvimento Humano – Devolvendo o SORRISO DA ALMA
+ de 1000 transformações diárias. CLICA AQUI NESSE LINK PARA SE CONECTAR COM ELA.

Foto de Karsten Winegeart no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Especialista em Desenvolvimento Humano Devolvendo o SORRISO DA ALMA + de 1000 transformações diárias Se permita olhar para si