O Brasil passa fome: Avó teve que dividir um ovo para 3 netos.

A notícia que choca o país é bem mais comum do que imaginamos, e essa senhora, guerreira e sofrida, é apenas uma personagem que vai ilustrar a situação de milhares de brasileiros, e de famílias inteiras que precisam do básico para sobreviver: comida.

Pernambucana Sonia Silva, de 63 anos, morada do Morro da Providência, no Centro do Rio, a idosa, que mora com os netos e chegou a dividir o único ovo que tinha entre três crianças, e após ter a história divulgada pelo Metropoles, ganhou cesta básica da Rio de Paz.

História de luta e escassez

avo-passa-fome-com-os-netos

Responsável pelos três netos com quem mora, Sônia vive dias de incerteza, agravados pela pandemia, e já precisou dividir o único ovo que tinha em casa entre as crianças. “É um ovo pra 3, e fico com fome”, contou.

“A minha vida sempre foi de perdas. Perdi muita coisa. Família, marido e filhos… Aqui é muito problema, mas vamos levando. Sempre com a ajuda uns dos outros”, disse.

Ajuda bem vinda

A idosa recebeu também o apoio da ONG Rio de Paz, que já entregou a ela uma cesta básica e servirá de referência para aqueles que quiserem enviar doações. A ideia é fazer com que dona Sonia tenha esperança de dias melhores.

Além da instituição, após a divulgação da história de luta da Dona Sônia, leitores de diversas cidades se emocionaram e manifestaram, em e-mails enviados à redação, a vontade de ajuda-la e outros cidadãos que, como ela, vivem uma rotina de desalento e insegurança.

O Presidente da ONG, Antonio Carlos Costa agradece a todos os que conseguem contribuir. “Agradecemos imensamente nossos colaboradores pela parceria, principalmente neste período de pandemia, quando nossa demanda aumentou muito”, escreveu em uma publicação em página no Facebook.

A ONG Rio de Paz agradece a quem puder fazer doações e disponibiliza o número da conta no Banco Itaú agência 1185, conta 44820-4, CNPJ 09.551.891/0001-49. O Pix é o número do CNPJ. Os interessados também podem entrar em contato pelas redes sociais da entidade, no Facebook ou no Instagram.

Doe o que puder, ajude como sentir que deve, mas faça algo de bom por alguém. A vida te devolve em dobro o bem que você faz. Não podemos deixar os brasileiros passarem fome, precisamos nos organizar e mostrar para o mundo que se não temos um governo que cuide do nosso povo, temos um povo que se importa uns com os outros.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia