O ansioso tem tanto medo de fracassar que acaba não fazendo nada!

Quantas vezes nos pegamos pensando em tantas coisas ao mesmo tempo e, quando percebemos, o dia já terminou e simplesmente não fizemos nada que precisávamos ter feito?

Se você se identificou, é um claro sinal de que a ansiedade anda te atrapalhando a realizar os seus objetivos, e talvez, você nem saiba mais quais são os seus objetivos, já que a sua cabeça não consegue focar em uma coisa só, e se perde em diversos devaneios sem sentido.

Se não temos foco, não alcançamos a concentração de energia necessária para realizar as tarefas que precisamos fazer.

Pessoas ansiosas, por via de regra, pensam de maneira acelerada e de forma concomitante em variados assuntos ao mesmo tempo, como cientificamente já foi comprovado, como seres humanos, não somos multitarefas, e sempre que tentamos realizar várias tarefas ao mesmo tempo, acabamos não fazendo nenhuma delas com excelência.

Acabamos investindo toda a nossa energia mental em coisas que não tem tanta importância, e deixamos de fazer o que realmente importa.

Passamos horas nos preocupando com questões que não são nossas e que não podemos resolver, e com isso, não alcançamos uma suficiência motora para realizar as nossas demandas.

O fracasso advém da procrastinação e não da nossa incapacidade.

Se me demoro em pensamentos e ruminações, e sigo na vida sem planejamento para a execução de uma tarefa, é quase certo que terei resultados negativos.

Se perco tempo nesses devaneios e não elejo as minhas prioridades do dia, não me sobra tempo para realizar qualquer coisa que seja.

Mesmo não sendo a regra de todos os ansiosos, é comum que, o ansioso fracasse pela “inércia”.
A ansiedade em níveis exacerbados produz paralização motora, a pessoa simplesmente não consegue agir por medo das consequências das suas ações.

O ansioso que foca no medo de errar vê o que ele tanto teme se realizar.

O desejo ardente de conquistar lugares e posições mais elevadas, aliado a ansiedade e a insegurança de não ser competente o suficiente para realizar, cristalizam a tomada de decisão, o que leva o ansioso a repetir sucessivos fracassos.

Como a ansiedade é grande, todas às vezes que o ansioso fracassa, ele se deprime, e acaba não tirando a lição que precisa ser aprendida dessa experiência. Como não aprendeu a lição, ele volta a cometer sempre os mesmos erros, e por isso, paralisa.

Para evitar que você fracasse pela inércia e pelo medo de errar, faça uma lista de prioridades e eleja por onde começar.

Lembre-se : é melhor o feito do que o perfeito.

E principalmente, olhe para o fracasso como um obstáculo importante para o seu crescimento, e aprenda a lição que ele te trouxe para que você não venha a cometer os mesmos erros novamente.

Quando a gente aprende a lição, dificilmente precisamos passar pelas mesmas situações novamente. E com novos conhecimentos, nos sentimos mais seguros e confiantes para encarar um novo desafio.

O ansioso precisa colocar o seu foco na missão do dia e se munir de coragem para enfrentar os obstáculos que surgirem!

Você pode vencer! Comece a organizar os seus pensamentos, definir os seus objetivos, listar as próximas ações e, a partir delas, aja positivamente em direção àquilo que você deseja conquistar.

Só nunca desista de tentar!

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Fabiano de Abreu Rodrigues, PhD, neurocientista, neuropsicólogo, biólogo, historiador, jornalista, psicanalista com pós em antropologia e formação avançada em nutrição clínica. PhD e Mestre em Ciências da Saúde nas áreas de Psicologia e Neurociências pela EBWU na Flórida e tem o título reconhecido pela Universidade Nova de Lisboa; Mestre em Psicanálise pelo Instituto e Faculdade Gaio/Unesco; Pós Graduação em Neuropsicologia pela Cognos em Portugal; Pós Graduação em Neurociência, Neurociência aplicada à aprendizagem, Neurociência em comportamento, neurolinguística e Antropologia pela Faveni do Brasil; Especializações avançadas em Nutrição Clínica pela TrainingHouse em Portugal, The electrical Properties of the Neuron, Neurons and Networks, neuroscience em Harvard nos Estados Unidos; bacharel em Neurociência e Psicologia na EBWU na Flórida e Licenciado em Biologia e também em História pela Faveni do Brasil; Especializações em Inteligência Artificial na IBM e programação em Python na USP; MBA em psicologia positiva na PUC. Membro da SPN – Sociedade Portuguesa de Neurociências – 814; Membro da SBNEC – Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento – 6028488; Membro da FENS – Federation of European Neuroscience Societies – PT 30079; Contato: [email protected]

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Fabiano de Abreu Rodrigues é psicanalista clínico, jornalista, empresário, escritor, filósofo, poeta e personal branding luso-brasileiro. Proprietário da agência de comunicação e mídia social MF Press Global, é também um correspondente e colaborador de várias revistas, sites de notícias e jornais de grande repercussão nacional e internacional. Atualmente detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira e internacional, reconhecido por grandes nomes do jornalismo em diversos países. Como filósofo criou um novo conceito que chamou de poemas-filosóficos para escolas do governo de Minas Gerais no Brasil. Lançou o livro ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’ no Brasil, Angola, Espanha e Portugal.