Nunca perca a oportunidade de dizer o quanto as pessoas são importantes em sua vida.

Alessandra Piassarollo

Não deixe as pessoas que você considera importantes para sua vida passarem por você sem que saibam como você se sente em relação a elas. Por mais que você considere que seja óbvio é bom certificar-se de que isso está bem claro. Sentimentos bons têm o poder de tornar a vida melhor e mais leve e merecem ser expostos, sobretudo a quem foi capaz de despertá-los.

Não perca nenhuma oportunidade de sentir a alegria que é dividir a vida com alguém que você considera especial.
Aproveite todos os momentos possíveis para manifestar seu contentamento. Não deixe passar nenhuma chance, nenhuma oportunidade de encontro, nenhuma conversa. Não adie a aproximação, não se adie em relação ao outro. Ninguém é dono do tempo e jamais poderá prever quantas oportunidades terá de estar perto das pessoas que considera especial.

Não importam quantas sejam essas pessoas, nem a forma como entraram em sua vida. Se você sente que são especiais, elas precisam saber dessa condição. Não desperdice nenhuma chance de estar perto e fazer-se presente de corpo e alma. Ofereça sua presença a quem optou por estar presente em sua vida. Essa retribuição é bonita, prazerosa e construtiva.

O afeto é uma semente que precisa ser lançada. Claro que isso se aplica a todas as circunstâncias, com conhecidos e desconhecidos. Mas aos que queremos mais próximos, em nosso círculo mais íntimo, essa semeadura precisa ser feita.
Não é opção, é uma necessidade. E isso pode ser feito de muitas formas e jeitos. As opções incluem convites variados, conversas espontâneas, abraços e sorrisos. São a gosto, desde que tenham o ilustre objetivo de promover alegria, bem-estar e aproximação.

É muito comum nos acostumarmos à presença de algumas pessoas e encaramos a proximidade com naturalidade e de forma automática, como se isso for ser eterno. E a verdade é que temos andado muito distraídos com nossos afazeres e compromissos. Cada vez mais trancados dentro de nós mesmos, temos feito pouco da presença do outro. Contudo, seria esplêndido se nosso comportamento fosse revisto e reajustado.

É bom lembrar que são nossas pessoas especiais que nos levam a sorrir com os olhos e a encarar quantos obstáculos possam surgir. São elas que nos trazem alívio e sossego nos momentos mais difíceis. E merecem saber o quanto somos gratos e felizes pela oportunidade de convivência.

Também nunca será demais lembrar que nosso tempo aqui é passageiro, e como todas, as pessoas especiais também estão de passagem. Seja em muito ou em pouco tempo, o elo que construímos será quebrado e o que restará será a certeza, ou não, de que o tempo foi bem aproveitado. E já de antemão é possível assegurar que a dúvida nesses casos é cruel e que não há nada pior que o arrependimento. A única forma de evitarmos que isso aconteça é aproveitando o melhor de cada momento.

Ao mais, esse tipo de amor existe para ser externado. Fale, expresse, manifeste, porque ninguém será feliz por completo se guardar um amor bonito desses apenas para si.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Alessandra Piassarollo
Administradora por profissão, decidiu administrar a própria casa e o cuidado com suas duas filhas, frutos de um casamento feliz. Observadora do comportamento alheio, usa a escrita como forma de expressar as interpretações que faz do mundo à sua volta. Mantém acessa a esperança nas pessoas e em dias melhores, sempre!