No final a única coisa que descobriremos é que somos a pessoa mais importante da nossa vida.

Karen Padilha

No final a única coisa que descobriremos é que somos a pessoa mais importante da nossa vida.

Não existe outra pessoa mais importante do que você.

Você é a pessoa mais importante da sua vida.

Demoramos algum tempo para percebermos isso, a vida é uma coisa indefinida porque nunca sabemos o que pode acontecer. Uma sequência de acontecimentos que nos confundem e faz com que façamos de outra pessoa a prioridade , quando na verdade essa prioridade deveria ser nós mesmos.

É um caminho cheio de obstáculos, indecisões , decepções , momentos de questionamentos, vontade de desistir e jogar tudo para o alto. Mas ao trilharmos esse caminho e vencermos tudo o que nos foram acometidos , tudo aquilo que vamos descobrir finalmente é que ninguém é mais importante do que nós mesmos.

Quando tomamos consciência disso, automaticamente nossa vida dá um salto rumo a felicidade.

A felicidade esta dentro de nós, o poder de transformação está dentro de nós, nós somos este poder.

Todos passamos por traumas, sofrimentos e infelicidades em algum ponto de nossas vidas, a boa notícia é que tudo isso passa e a última coisa que não devemos fazer é nos culparmos por isso e nem aos outros.

Para tudo existe uma razão, a primeira coisa a se fazer é ter consciência disso, aceitar e procurar aprender a se tornar cada ver mais consciente disso.

A vida não erra, ela é um constante aprendizado e um processo de transformação .

Mahatma Gandhi nos deixou grandes ensinamentos que nos ajuda a refletir.

“Você deve ser a mudança que você quer para o mundo”.

“Ninguém pode me ferir sem minha autorização”.

“Os fracos nunca podem perdoar. O perdão é o atributo do forte.”

“Eu afirmo que sou um indivíduo simples sujeito a errar como qualquer ser-humano. Eu, no entanto, tenho humildade suficiente para confessar meus erros e refazer meus passos.”

“Primeiro eles te ignoram, depois riem de você, então você luta, você ganha.”

Essas frases de Gandhi ao meu ver nos levam novamente a confirmação de que nada e ninguém é mais importante do que nós mesmos.

Quando estamos em harmonia com nosso interior somos mais felizes, nada e ninguém pode nos ferir, temos o poder de perdoar, de errar, consertar nossos erros e acho que o mais importante disso tudo é que aprendemos a amar sem julgamentos e reconhecemos nosso valor, nossa importância.

Ninguém pode fazer isso por nós, ninguém pode ter o poder de controlar nossa vida.

“Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o preto no branco e os pingos nos is a um turbilhão de emoções indomáveis, justamente as que resgatam brilho nos olhos, sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos. Morre lentamente quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos…”

Martha Medeiros.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Karen Padilha
Sou Karen Padilha natural de Cotia-sp , formada em Introdução a Filosofia ( University of Edinburg – Londres), Introdução a Psicologia ( University of Toronto), Origens da vida no contexto cósmico (USP) e Inglês ( Mayfair School of English- Londres). Áreas como filosofia, psicologia e astronomia são fontes de inspiração para meus projetos. Recentemente acabo de publicar meu primeiro livro , ‘’ O que fizeram de mim? Reflexões sobre traumas e transformações” , pela editora novo século , na categoria de Talentos Da literatura Brasileira. Escrevo para o site ‘’ O Segredo’’, ‘’Kacosmic.com’’, ‘'Entrelinhas literárias’’ e ‘’ Academia do Aprendiz’’. Minha Página no facebook chama ‘’ YOUNIVERSE’’ , meu facebook pessoal ‘’ Karen Padilha’’ e meu instagram ‘’Karenppadilha’'.