Neto com autismo e bisavó com Alzheimer se divertem juntos e viram livro

Resiliência Humana

O poder do amor criou uma relação de afeto, ajuda e diversão entre um menino com autismo e a bisavó dele, com Alzheimer.

Théo, de 4 anos, chama a bisa – dona Francisquinha Alves, de 85 anos – de Babah. Os dois convivem de forma inspiradora no Rio de Janeiro, onde moram.

Apesar da grande diferença e idade e das condições de cada um, eles se ajudam e brincam diariamente.

“Quando a bisa está muito agitada, Théo coloca música pra ela ouvir no Youtube. Eles montam peça de lego. Desenham, pintam, cantam cantigas de roda…”, contou o amigo, escritor e professor de teatro Eric Francato, em entrevista ao SóNotíciaBoa.

Ele revela que muitas vezes o menino ajuda a puxar a memória da bisa, afetada pelo Alzheimer.

“Conversar é difícil porque ela tem Alzheimer, [mas]… ela fica lúcida quando ele corre perigo na calçada, ou sobe no sofá”.

Livro

A história e a boa convivência entre os dois virou livro, contado na visão do Théo.

“É um projeto de livro infantil que fala sobre o Alzheimer. Todo dia a Cláudia Alves, filha da bisa (avó do Théo) faz vídeos contando o dia a dia da família. Todos moram juntos”, explica Eric.

A ideia do livro é inspirar: “É vital expor para as crianças o convívio com a avó ou bisavó que tenha Alzheimer, principalmente na visão de um menino com autismo”, afirma.

Eric tem 33 anos, é de Araras, no interior de São Paulo e conheceu a família do Théo pela internet.

“Pelo canal deles do Youtube. Comecei a editar uns vídeos pra eles e criamos uma grande amizade”, afirmou o escritor.

Vendas

O livro Minha Bisa Tem Alzheimer já está pronto e pode ser comprado pelo Catarse.

A família já conseguiu 90% da meta de 10 mil reais.

“Quanto mais passarmos essa meta, mais livros serão impressos. Precisamos da União de todos”, concluiu o escritor.

*Com informações de SNB

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia