Não subestime os seus sentimentos, nem sempre é possível superá-los sozinhos.

Patricia Tavares
cccccnao-subestime-os-seus-sentimentos-nem-sempre-e-possivel-supera-los-sozinhos

Não subestime os seus sentimentos, nem sempre é possível superá-los sozinhos.

Estamos no Setembro Amarelo, Campanha Brasileira de Prevenção ao Suicídio. A temática é extremamente relacionada à saúde mental. Então, precisamos refletir sobre os sentimentos negativos que invadem a nossa mente.

É preciso lembrar que muitas pessoas sofrem com um vazio existencial.

A primeira coisa que você precisa saber é: não subestime esses sentimos, pois nem sempre é possível superá-los sozinhos. Mas o que leva tantas pessoas a se afundarem em uma tristeza profunda?

Como é possível se sentir tão sozinho em meio a uma multidão?

Veja, o psiquiatra e psicoterapeuta suíço, Carl Jung, fala que nós, indivíduos, costumamos assumir uma máscara, diferenciando o que apresentamos para o mundo e o que somos de verdade.

Em uma sociedade que cria modelos de comportamentos felizes, vidas “perfeitas” nas redes sociais, pode esconder uma busca incessante por algo que não existe.

Já ouviram aquele ditado popular?

“A grama do vizinho é mais verde que a sua.”

Então, olhar a felicidade do outro e perceber que a sua vida é repleta de problemas, traumas e frustrações não deve ser nada fácil.

Talvez seja esta busca desenfreada por uma felicidade utópica que leva muitas pessoas a ter sentimentos de angustia muito forte e a se questionarem quanto aos seus fracassos e idealização de uma vida perfeita, de relacionamentos perfeitos, sem conflitos, onde só exista o melhor.

Mas isso não existe! Porque tudo na vida é construção e como Carl Jung nos lembra a dualidade que vivemos o tempo todo na vida, felicidade e infelicidade, é o que compõem o cenário da vida humana de todas as pessoas.

Mas nem sempre é fácil entender essa dualidade sozinho.

Saiba que é preciso tratar com seriedade a dor e os conflitos de cada um, porque todos nós temos os nossos sofrimentos.

Falar de nossos medos, das angustias não nos enfraquece, ao contrário, nos fortalece!

É importante pedir ajuda.

O profissional da psicologia não faz julgamentos, não vai distinguir uma questão de um indivíduo, de outro indivíduo, ele irá te acolher, terá uma escuta terapêutica, profissional qualificada, sem distinção.

Procure um profissional, todos os problemas oferecem solução, por mais que em determinado momento você não esteja enxergando, se dê esta chance.

Saiba, não existem vidas perfeitas, existe possibilidade de superação, de ressignificar, de reconstruir, de aceitar e se refazer.

Não existe vida feliz sem tropeços, sem a infelicidade, todos nós passamos por perdas, dores e conflitos, por isso é fundamental se apoiar e encontrar apoio profissional para seguir mais forte deixando o que não lhe serve mais para trás, trazendo para sua vida aquilo que possui de melhor, para dar novos passos, ter novas metas, novos sonhos…

Lembre-se: o psicólogo é um facilitador quando você não está encontrando uma saída.

Uma coisa que ouço com frequência é pessoas me relatando que desistiram da terapia porque não gostaram de alguma técnica, que não se adaptaram muito bem, ou não gostaram de algum profissional.

Então não hesite em buscar outro psicólogo até ter afinidade com ele.

É importante que tenha empatia, afinal de contas você irá partilhar muita intimidade, coisas que nunca dividiu com ninguém, é importante construir uma relação de confiança profissional e de empatia.

O processo terapêutico pode ser uma viagem muito interessante, a melhor viagem da sua vida, a viagem rumo a você mesmo.

Descubra-se, melhore-se, viva melhor com você e com o mundo ao seu redor.

Não espere que um dia tudo fique ótimo, que a sua vida seja maravilhosa ou perfeita para ser mais feliz, seja você o melhor que puder no seu interior hoje, e verá como as coisas irão fluir em qualquer situação.

Os seus sentimentos são importantes!

*Foto de Fernando @cferdo no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Patricia Tavares
Sou Psicóloga e Reikiana nível 2, trabalho há 19 anos em consultório com psicoterapia, hipnose clínica. Já trabalhei em hospital, núcleo de violência da mulher. Acredito na vida, no amor, nos bons sentimentos, no perdão, na beleza da alma, na superação, no ressignificar, na humanidade. Adoro escrever e falar sobre sentimentos, superações, motivar pessoas, conseguir promover o melhor, despertar o que possa ser maravilhoso em cada um de nós e libertar pessoas de suas prisões emocionais, com uma nova e especial forma de viver, independente dos acontecimentos da vida.