Não se martirize, não estacione, não se tranque, não se boicote. Vai passar. Tudo passa.

Sil Guidorizzi

Não se martirize, não estacione, não se tranque, não se boicote. Se você sente que Deus é grande, que Deus é maravilhoso, que Deus é único e essencial em sua jornada, com certeza você não terá tanto medo da vida; não se sentirá só ou abandonado à própria sorte.

Você não está só!

Você não merece essa solidão que te proíbe de atravessar as fronteiras além da existência terrena, que não semeia, que não persiste, que não vibra em esperança, que não acalma o espírito, que não te faz entender absolutamente nada, do que faz aqui.

Solidão dos ausentes, dos desconectados, dos que travam lutas com o coração, que se misturam a tantos porquês.
Acredite; Deus é a força maior que move teus passos, é a fé misturada a fraternidade entre dias de sol e sombra; tempestade e brisa.

ELE é a existência mais profunda que se enraíza dentro do seu ser, é o seu escudo de proteção; é seu caminho sendo conduzido pelos Planos do Alto.

Se você sente com a alma, sente essa religação que aprofunda e ao mesmo tempo se conecta ao seu ser, com certeza você chega mais perto de si mesmo.

Você atravessa a porta emperrada, abre seu coração e percebe onde está a solução para seus conflitos e culpas que talvez ainda não se perdoou.

Não se martirize!

Há um processo de autocura que deve ser seguido, há uma maneira de se recompor, de se absorver sentimentos e ao mesmo tempo de colocar pra fora o que já fez estrago demais.

Tudo está aí dentro, está no que você aceita, ou não quer mais.

Dê-se esse rompimento com tudo que já não alimenta mais seu coração com alegria e bondade, com amor e trégua.

Tudo é questão de manter-se atento, alerta, é questão de procurar desvencilhar o labirinto que por vezes lhe leva a lugares mais duros e penosos.

Se você se coloca dentro de você, se você se olha de frente sem querer carregar pesos passados, se você fecha os olhos e aprende a esquecer sem tocar tanto nas próprias feridas, sem alardear tanto, com certeza você se aproxima mais da sua cura interior.

Não se martirize, não estacione, não se tranque, não se boicote.

Se você entende que tudo está no lugar certo apesar de tanto incerto, você busca mais de você, você capta algo além do que vê.

Nem sempre você precisa de coisas tangíveis. Às vezes você só precisa sentir as batidas do coração e realmente sentir-se vivo!

Ser grato, acima de tudo, é obrigatoriedade de quem não se desfaz dos desígnios de Deus.

Confie e entregue nas mãos DELE tudo que você precisa. Divida suas angústias, escreva bilhetes, limpe sua casa emocional.

Vai passar. Tudo passa. Então, não se martirize!

Se você sente desconforto, ore! Se você sente necessidade de perdão, se perdoe!

Se você sente desejo de afastamento, se afaste!

É você quem precisa descobrir o que precisa para seguir com mais propriedade e entendimento.

Deus, estará ali, em cada ciclo, cada etapa, cada pressentimento.

Basta que você se conecte, se entregue e se oriente.

Assim seja! Amém!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Sil Guidorizzi
Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.