Não desperdice seu tempo, seu dinheiro, seu amor

Não desperdice sentimentos com qualquer um, nem se doe além da conta com quem não retorna. Evite gastar dinheiro e energia à toa, com qualquer porcaria de objeto ou de pessoa.

Prof. Marcel Camargo

Reuniões com gente que não é amiga, encontros com gente que não gosta da gente, atendimento de pessoas que nem olham na nossa cara, sempre com prazos gritando às nossas portas. Ou seja: não desperdice o que lhe resta, sem ser compromisso, com o que não traz retorno prazeroso.

Não desperdice seu tempo. É muito triste olhar para trás e perceber que gastamos energia com coisas inúteis, com gente sem graça, em ambientes sem afeto, sem sorrisos, sem calor humano. Aproveitar o ócio, o não ter nada para fazer, é uma das melhores coisas que podemos fazer para colocar a cabeça, o corpo e os sentimentos em ordem. Não se culpe por não se obrigar a sair, a jantar fora, a passear, toda vez que tiver tempo livre, afinal, é terapêutico poder assistir a um seriado sem se preocupar com a vida lá fora.

Não desperdice seu dinheiro. É preciso ter em mente que as pessoas, no geral, aumentaram o seu tempo de vida. Lá na frente, na velhice, provavelmente precisaremos de medicações, de planos médicos, de complementações à aposentadoria que mingua, ou seja, poupar é preciso, para que nossa dignidade nos acompanhe até a nossa partida. Não se trata de se tornar um usurário, privando-se de todo e de qualquer gasto com futilidades, mas de conseguir deixar de gastar dinheiro com qualquer desejo que se tiver.

Não desperdice afeto, amor. Não desperdice sentimentos com qualquer um, nem se doe além da conta com quem não retorna. Não compartilhe o seu melhor com quem faz mau uso de tudo o que toca. Não dispa a alma para quem desdenha de seu corpo, de seu jeito, de quem você é. Não se dedique a quem é ingrato, a quem não sabe agradecer, a quem quer sempre mais e mais, sem se importar com você. Não dê ouvidos a quem usa suas qualidades contra você, transformando-as em defeitos.

Erraremos, escolheremos equivocadamente, teremos decepções, muitas de nossas expectativas serão quebradas. Será tudo lição, tudo aprendizado. Caberá a nós aprender com cada dor, levantando-nos mais fortes e seguros, para que possamos aproveitar o melhor que a vida nos oferecer de forma completa, intensa, amorosa. Nos lugares certos, com as pessoas certas, com os sorrisos que forem sinceros. E sem desperdício. Economizar energia enriquece a alma. E isso é muito.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Prof. Marcel Camargo
Graduado em Letras e Mestre em "História, Filosofia e Educação" pela Unicamp/SP, atua como Supervisor de Ensino e como Professor Universitário e de Educação Básica. É apaixonado por leituras, filmes, músicas, chocolate e pela família.