NÃO ABRA MÃO DA SUA SANIDADE, POR NENHUMA DIETA, POR NENHUM TRABALHO, POR NENHUM CRUSH. E PRINCIPALMENTE, POR NENHUM PADRÃO.

A sociedade de consumo, muitas vezes nos leva a acreditar que só seremos felizes se conquistarmos certos padrões materiais, sociais e, de beleza.

Quanto mais acreditamos nisso, mais nos metemos a fazer dietas loucas para entrar naquela roupa da moda, mais nos envolvemos em relacionamentos fúteis e superficiais, e fazemos isso, inconscientemente, porque não estamos focados no amor, mas no que aquela pessoa pode nos dar.

Quanto mais acreditamos nisso, mais nos submetemos a trabalhos escravizantes e sem propósito porque o que estamos buscando neles não é a satisfação em servir, mas o dinheiro e o status.

Agindo assim, ao longo dos anos, acabamos vivendo uma vida infeliz, porque nunca conseguiremos alcançar esse alto padrão que estabelecemos e que acreditamos ser ideal.

A nossa sanidade mental precisa ser preservada, o nosso emocional é cura e é doença.

A gente acaba sofrendo muito com a comparação que fazemos da nossa vida com a vida de um outro que está em uma situação financeira melhor, ou tem um corpo mais malhado, ou tem mais seguidores, ou um casamento feliz.

E com isso, entramos em um estado de descontrole emocional, reagimos a tudo com muita raiva, com medo, e com uma profunda tristeza.

Acordamos reclamando, e passamos a procrastinar, não fazemos o que precisa ser feito e ficamos idealizando uma vida que não chegará justamente porque enquanto reclamamos não plantamos nada. E não plantamos porque o desânimo toma conta da nossa vida.

A verdade é que quando a gente chega nesse ponto, a gente percebe que nenhum dinheiro nesse mundo, nenhuma beleza, nenhum casamento perfeito é mais importante do que a nossa sanidade mental.

Ao perceber que estamos adoecendo, precisamos ser resilientes para flexibilizar as nossas metas e planos antes que eles nos quebrem, e a partir daí, precisamos renascer para uma nova versão de nós mesmos, uma versão mais leve, mais simples, sem tantas paranoias, livre de todos esses padrões e, sobretudo, mais feliz.

NÃO ABRA MÃO DA SUA SANIDADE, POR NENHUMA DIETA, POR NENHUM TRABALHO, POR NENHUM CRUSH. E PRINCIPALMENTE, POR NENHUM PADRÃO.

*Foto de Chermiti Mohamed no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.