“Namore alguém que…”

Cara! Namore alguém que você queira! Que você esteja MUITO afim, apaixonadaço mesmo, louco de amor.

Porque, se no fim das contas não sair como o planejado, você ainda assim poderá se absolver das culpas no tribunal tirano da sua mente, com o incontestável álibi “Foi tudo por amor!” .

Queira e assuma isso para você. Eu quero assim mesmo…eu quero de qualquer jeito e então assuma as responsabilidades dessa escolha.

Se der errado, pelo menos você terá sido fiel ao seu desejo.

Poderá falar “Fiz porque quis!” e fo&a-se! O baile segue, a gente aprende e o coração recupera.

Às vezes a pessoa é malandra mesmo, nem sempre há reciprocidade exata, às vezes a gente sabe do risco, dos contra e mesmo assim quer matar a vontade e viver isso!

O que não dá, meu querido, é pra viver com o instinto reprimido, a paixão consumindo pior que veneno e o coração na rédea curta, em cárcere privado.

Solta.

Se joga! Se joga conscientemente. Sabendo de tudo e sem pretensão de mudar o outro. Sem grandiosos planos para um futuro distante.

A vida é uma só e a paixão às vezes aparece uma vez só também…e as paixões “tortas” costumam deixar lembranças inesquecíveis rsrsss

RECOMENDAMOS









"Mãe, mulher, geminiana, maluca e uma eterna sonhadora!"