Nardya Miller era uma jovem de apenas 25 anos que acabou por morrer de fibrose quística, uma doença hereditária que faz com que certas glândulas produzam secreções anormais, afectando o sistema digestivo e respiratório.

Mesmo tendo sido submetida a um transplante pulmonar, o seu corpo acabou por rejeitar os órgãos e os médicos deram-lhe apenas uma semana de vida.

Mas mesmo antes de morrer, não quis deixar de se declarar ao namorado com um texto absolutamente emocionante partilhado na sua conta do Instagram:

“Talvez te conheça em toda a minha vida, talvez te conheça por 10 anos, talvez te conheça apenas por pouco tempo, mas, em menos de uma semana, nunca mais vou voltar a conhecer, nunca mais vou voltar a ver o teu rosto, nunca mais vou falar contigo, tocar-te, abraçar-te, numa mais. Mas amo-te para sempre, e as amizades que construímos, e as memórias que fizemos.

Cada pessoa que chegou e foi embora da minha vida veio e foi embora por uma razão e eu sou a pessoa mais abençoada por ter vivido essa vida incrível que eu vivi.

Então obrigado a todos vocês que fizeram parte desta minha jornada neste mundo louco. Quer tenham feito os meus momentos bons ou maus, vocês fizeram de mim a mulher que sou hoje.

As coisas na vida nem sempre correm como planeamos e há grandes coisas que nunca terei, locais que nunca irei visitar e coisas que nunca viverei. Mas vou estar a observar. Sempre. A sorrir. Porque estive aqui.

Eu nunca vou desistir. Como eu nunca fiz. Agora estou apenas a deixa-me ir.

Os detalhes do meu funeral serão publicados assim que estiver tudo organizado. Por favor, não fiques triste por mim.

Tudo o que desejo é que te lembres de mim como a rapariga que iluminou o teu dia, pelo menos uma vez.

E, por favor, imploro-te que vivas a tua vida ao máximo.”

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia