Menino distribui panfletos contra pirotecnia para ajudar amigo com autismo e animais de estimação durante as festas

Resiliência Humana

Menino distribui panfletos contra pirotecnia para ajudar amigo com autismo e animais de estimação durante as festas!

Por Luis Lizama

As crianças podem nos dar importantes lições de bondade e solidariedade.

Nós nunca paramos de aprender. Por mais que sejamos adultos responsáveis, com uma vida e princípios treinados, sempre podemos tirar lições, mesmo das próprias crianças. Eles tendem a nos surpreender com atitudes que nos faltam, por inocência, em confiar. As crianças são o futuro e estão provando isso.

Este menino tem 6 anos e foi às ruas para distribuir panfletos contra os fogos de artifício. Ele tem um amiguinho com autismo, que sofre de barulhos muito altos e também de animais de estimação, principalmente filhotes.

Simon, desde que soube do sofrimento ao qual os cães são expostos a fogos de artifício, queria ajudá-los. Se esse já era um motivo para fazer alguma coisa, quando ele descobriu que um de seus amigos estava tendo dificuldades com o barulho, ele decidiu.

«NÃO PARA PIROTECNIA, PARA MEU AMIGO VICO E PETS. ASS: SIMON. »

O menino distribuiu 60 pôsteres no centro e ficou conhecido pela história em particular. Sua mãe conversou com o site da Infobae e comentou sobre a iniciativa fofa de seu filho.

“Expliquei que havia muitos vizinhos e que, se parecesse bom, poderíamos escrever um cartaz para distribuí-lo. Assim, ele pensou sobre o que ele significava para as pessoas; Ajudei-o a escrever o cartaz e fizemos 60 fotocópias que ele mesmo distribuiu na calçada.

Ele se moveu espontaneamente, com total confiança e segurança. Ele deu o panfleto a todas as pessoas que passaram e o receberam, primeiro surpreso ao vê-lo tão pequeno, mas eles o agarraram e o leram enquanto caminhavam.

Alguns se viraram e gritaram para eles:

“Obrigado, Simon!”

Uma garota voltou para ele e lhe deu um chocolate … Foi emocionante vê-lo tão convencido do que estava fazendo.

A grande ideia de Simon veio de um vídeo que ele viu com sua mãe. São cerca de quatro pessoas que se submetem a um teste de som, fazendo-as experimentar tipos diferentes através de fones de ouvido para ver quais as incomodam mais.

Todos os participantes são declarados fãs da pirotecnia e, quando perguntados qual o som mais terrível, todos apontaram para a pirotecnia (fogos de artifício, foguetes, fogos de artifício, etc.).

Alguns chegaram a sentir palpitações e medo, mas ficaram ainda mais perplexos quando descobriram que os cães têm a audição 3 vezes mais desenvolvidas que um humano. Ou seja, eles sofrem mais três vezes.

Depois de assistir ao vídeo, Simon não conseguiu ficar parado.

Amanhã

Depois de executar seu nobre plano, o pequeno Simon está convencido de que vai dar certo, disse sua mãe à Infobae. Ele disse a muitas pessoas, então espere que ele ouça.

É comovente pensar na coragem de Simon para ajudar os outros, que muitas vezes nos falta para os adultos. Sua mãe também enfatizou a importância de ouvir as crianças e entender seus gostos, deixando-as se expressar. Você pode nos dar lições de bondade e solidariedade.

*Tradução e adaptação REDAÇÃO RH
*FONTE: UPSOCL

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia