Máscaras faciais foram colocadas nas estátuas do Rio de Janeiro para impedir o COVID-19

Resiliência Humana
mascaras-faciais-colocadas-nas-estatuas-do-rio-de-janeiro-para-impedir-o-covid-19

Máscaras faciais colocadas nas estátuas do Rio de Janeiro para impedir o COVID-19

As autoridades do Rio de Janeiro recorreram às estátuas da cidade, numa tentativa de convencer as pessoas a impedir a propagação do coronavírus.

Eles colocam máscaras em 40 estátuas de cantores, escritores, atletas, líderes sociais e até presidentes brasileiros.

Isso aconteceu quando o uso de máscaras faciais se tornou obrigatório na cidade brasileira e foi parte de uma tentativa de fazer as pessoas cumprirem.

Mas, apesar dos esforços das autoridades, dezenas estavam nas ruas sem proteção.

As pessoas também foram contra as recomendações das autoridades locais de que a população deveria ficar em casa, sair apenas se necessário, manter distância social e evitar multidões. Idosos, jovens e crianças caminhavam e se exercitavam na praia de Copacabana.

A IMPORTÂNCIA

De acordo com o site UCSF HEALTH, o CDC( Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos), e de todo o mundo, agora recomendam o uso de revestimentos faciais de pano(máscaras) em locais públicos, onde outras medidas de distanciamento social são difíceis de manter, como em supermercados e farmácias.

O UCSF Health, apoia o uso de máscaras ou revestimentos faciais e nós do RH também.

Observe que o distanciamento físico (mantendo pelo menos 1 metro de distância dos outros) ainda é necessário, mesmo ao usar uma máscara.

Razões pelas quais apoiamos o uso de máscaras faciais:

– A natureza altamente contagiosa do vírus

– O potencial de transmissão assintomática e pré-sintomática

– Evidência empírica da Ásia, onde máscaras são usadas rotineiramente

O suprimento de máscaras de nível hospitalar para os profissionais de saúde deve continuar a ser uma prioridade, mas máscaras cirúrgicas extras ou máscaras caseiras de algodão de várias camadas provavelmente fornecerão mais proteção em comparação com o uso de nada durante esta epidemia.

É importante evitar o uso de uma máscara que contenha uma válvula (normalmente um cilindro de plástico levantado na frente ou na lateral da máscara) projetada para facilitar a expiração fácil.

A última ordem do agente de saúde pública de São Francisco (C19-12 “Exigindo cobertura de rosto”) proíbe especificamente máscaras desse tipo.

As válvulas permitem a liberação de gotículas da máscara, colocando em risco outras pessoas próximas.

Um número crescente de cidades nos EUA e no mundo está adotando esta recomendação:

“Fique em casa, mantenha a distância e cubra seu rosto”.

*Com informações de Euro News e UCSF Health. Tradução e adaptação REDAÇÃO RH.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia