Jovens: A geração que está sendo enganada por informações mentirosas

Vivemos um momento da história do mundo muito preocupante, onde jovens e estão consumindo mentiras, criadas por pessoas dissimuladas.

Pessoas essas, que visam apenas conquistar mais poder e dinheiro as custas deles.

Os nossos jovens e crianças, ainda imaturos, estão sendo “manipulados” com uma enxurrada de mensagens subliminares, produzidas por pessoas sem nenhum escrúpulo e que manejam informações visuais e auditivas, imperceptíveis aos sentidos humanos.

Infelizmente, poucos pais percebem que seus filhos estão sendo consumindo informações falsas, porque, muitos adultos também estão compartilhando as mesmas mentiras.

Esses produtores de conteúdos escolhem atingir os jovens porque sabem que eles ainda não possuem capacidade de analisar os fatos com coerência. Isso porque, a região do córtex pré-frontal, relacionado com a lógica, prevenção, tomada de decisão, foco atencional, memória de trabalho entre outros elementos da inteligência só está completamente formada aos 30 anos de idade a depender do indivíduo, logo, essa região da coerência e análise subtil ainda está em desenvolvimento nas crianças e jovens.

E, claro, uma análise intelectual sobre algo, tem interferência no que se apreendeu, no que se sabe. Nunca vai acreditar que o gato na verdade não é um gato ao tentarem te convencer que é uma lebre, se aprendeu desde sempre que é um gato.

À priori o que se aprende pode tornar-se definitivo e, com o tempo, moldar o cérebro a um conhecimento e desenvolvimento cognitivo com base no que se aprendeu mediante aos precursores. E precursor sempre é bastante definitivo. O que empurra gera o movimento que decreta a velocidade no fim.

Essas mensagens subliminares estão em desenhos de anime, nos jogos manipulados, youtubers teleguiados e no mercado que visa apenas os negócios. Ou seja, usam essa parte da população como escravos.

Numa sociedade egoísta, proveniente de um narcisismo das tecnologias, onde o usuário é um a querer ser visto por alguns, para liberar dopamina por pertencer, ser, alguém que nem sabe quem é.

E este texto? Este alerta? Será mais compartilhado do que as mentiras que muitos criadores de conteúdo contam?

*DA REDAÇÃO RH. Texto de: Prof. Dr. Fabiano de Abreu Agrela – Pós PhD em neurociências, mestre em psicologia e biólogo. Foto de Daniel Monteiro no Unsplash.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Fabiano de Abreu Rodrigues é psicanalista clínico, jornalista, empresário, escritor, filósofo, poeta e personal branding luso-brasileiro. Proprietário da agência de comunicação e mídia social MF Press Global, é também um correspondente e colaborador de várias revistas, sites de notícias e jornais de grande repercussão nacional e internacional. Atualmente detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira e internacional, reconhecido por grandes nomes do jornalismo em diversos países. Como filósofo criou um novo conceito que chamou de poemas-filosóficos para escolas do governo de Minas Gerais no Brasil. Lançou o livro ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’ no Brasil, Angola, Espanha e Portugal.