JOHN MALKOVICH INTERPRETARÁ SENECA EM UM FILME SOBRE A VIDA DO FILÓSOFO

Resiliência Humana

UMA ADAPTAÇÃO DA VIDA DO FILÓSOFO ESTÓICO SENECA, INTERPRETADO POR JOHN MALKOVICH, CHEGARÁ EM BREVE À TELA GRANDE

A filosofia estóica ganhou um espaço inesperado na cultura ocidental de nosso tempo, talvez porque seus valores mais característicos – virtude, força, perseverança – estejam nos antípodas de um momento histórico como o nosso, dominado pela pressa, pela ansiedade e por uma ausência geral de bússola filosófica.

Mas, além dos motivos, certamente é de celebrar que agora nomes como Epictetus, Seneca ou Marco Aurelio, o filósofo imperador, cruzem de tempos em tempos entre nosso feed do Facebook ou Twitter ou outras fontes de cultura pop.

Nesse cenário, em breve poderemos assistir a um filme que nos dará a perspectiva cinematográfica desse interesse renovado pelos estóicos.

Segundo o site Screen Daily, John Malkovich será o protagonista de uma adaptação cinematográfica da vida de Sêneca, especificamente o período que incluiu seu relacionamento com Nero, um dos imperadores com a pior reputação na história da Roma antiga e Cujo filósofo era tutor e professor.

O filme será intitulado Seneca – Na criação de terremotos, e será dirigido por Robert Schwentke, diretor e roteirista de origem alemã de fama um tanto modesta.

O filme será produzido pela Filmgalerie 451, com sede em Berlim, e também ganhou o apoio de alguns programas culturais do governo alemão. No entanto, de acordo com as informações divulgadas, o idioma dos disparos será o inglês.

Por fim, vale ressaltar que o local com o qual será procurado recriar a era Seneca será especialmente a cidade de Uarzazat, no sul de Marrocos, também conhecida como “a porta do deserto”, também famosa por ter hospedado as filmagens de The Tentação de Cristo (Martin Scorsese, 1988), entre outros filmes e séries de televisão.

Quanto aos fatos biográficos com os quais a fita lidará, vale ressaltar que o relacionamento entre Sêneca e Nero culminou com as acusações de traição do imperador a seu ex-professor, o que por sua vez levou à sentença de morte e à morte. A famosa decisão de Sêneca de cometer suicídio (um motivo que teve certa predileção no período neoclássico da pintura européia).


O suicídio de Sêneca, Manuel Domínguez Sánchez (1871)

Essas são, sem dúvida, boas notícias, tanto para a produção em geral quanto para a escolha de Malkovich como ator que personificará o filósofo, porque, em geral, sua carreira se inclinou para fitas de notável conteúdo reflexivo, que desafiam o espectador e Eles fazem as pessoas pensarem e fazerem perguntas de um certo calibre filosófico.

Foto: Ilustrativa

*Via Pijama Surf. Tradução e adaptação REDAÇÃO Resiliência Humana.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia