Japoneses criam máquinas que transformam fraldas sujas em energia.

japoneses-criam-maquinas-que-transformam-fraldas-sujas-em-energia

Japoneses criam máquinas que transformam fraldas sujas em energia para acabar com toneladas de poluição.

De acordo com as informações do UPSOCL, o japonês Yukihiro Kimura criou supermáquinas que transformam fraldas em bolas que depois de queimadas, geram grandes quantidades de energia limpa.

Seu uso pode fornecer uma solução para o desperdício de milhões de fraldas que são produzidas em todo o mundo e acabam poluindo o ar, as águas e o solo.

Os seres humanos estão cada vez mais atentos à poluição que geram no dia a dia, porém o estilo de vida do mundo moderno é altamente provisório devido às “soluções” que exigem pouco tempo, a que nos referimos a todos os descartáveis, rápidos, de uso único, produtos simples que são jogados no aterro sanitário.

Infelizmente, 90% desses produtos se acumulam em aterros ou chegam aos oceanos. Sabendo disso, existem engenheiros que lutam para acabar com o mal do lixo, como Yukihiro Kimura , um inventor que conseguiu transformar fraldas em energia limpa, relata DW.

japones
Shamengo

Se há coisas com as quais não queremos lidar, são resíduos humanos. Anos atrás, quando as fraldas descartáveis ​​foram inventadas, lidar com a urina e as fezes do bebê ficou mais fácil, mas naquela época ninguém pensava na quantidade de lixo que se acumularia no planeta.

Kimura, ao longo de sua carreira, se preocupou com a falta de conscientização em torno disso e percebeu que as pessoas não vão dispensar o uso de fraldas descartáveis, por isso se concentrou no que fazer quando as pessoas as usarem.

Em um país onde a taxa de adultos mais velhos está aumentando, Kimura achou que seria uma boa ideia usar fraldas jogadas fora em asilos para usar como combustível limpo depois de transformá-las em pellets.

maquina-japones
SFD

O engenheiro japonês criou uma máquina que seca as fraldas, extrai os micróbios, transforma o material em pellets e depois os envia para caldeiras de biomassa, que queimam os resíduos em um processo cuja geração de CO2 é neutra.

O resultado acaba em grandes quantidades de energia limpa, tornando o processo uma alternativa bastante lucrativa se produzido em larga escala.

Cada uma de suas supermáquinas é capaz de lidar com 600 quilos de fraldas por dia, o que ainda é um número bastante baixo para o grande número desses itens que vão para o lixo apenas em Tóquio.

japones-cria-maquina-poluição
Shamengo

Estima-se que até o ano de 2060 a população japonesa com mais de 65 anos representará 40% de seus habitantes e atualmente produza mais de 23.500 milhões de fraldas por ano, das quais mais de 8.000 são destinadas a idosos.

japoneses-criam-maquinas-que-transformam-fraldas-sujas-em-energia
Shamengo

Com a ajuda de empresas e lares de idosos, Kimura espera que suas máquinas produzidas em massa se tornem um jogador relevante na produção de energia limpa do Japão e que essa tecnologia possa ser implementada em outros países também.

Ele garante que seu maior capricho é que se use tecnologia e não importa se sua empresa ou outra o faz, o importante é salvar o planeta da própria extinção.

*DA REDAÇÃO RH.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia