O que Robin Williams, Tony Ramos, Peter Sellers e Charles Darwin têm em comum?

A princípio nada, mas uma pesquisa realizada por estudantes de medicina nos EUA comprovou que homens com muitos pelos no peito são mais inteligentes.

O professor Aikarakudy Alias, de Saint Louis (Missouri), foi o responsável pela direção do estudo que analisou vários níveis de pelos no peito. Os resultados mostraram que 45% dos médicos com maior rendimento profissional tinham peito bastante peludo. Parece que temos sido errado para amortizar homem medalhão .

Dr. Aikarakudy Alias ​​, um psiquiatra, que tem vindo a trabalhar sobre a relação entre os pelos do corpo e da inteligência por 22 anos, disse ao oitavo Congresso da Associação de Psiquiatras Europeus ontem que peitos peludos são mais provável de ser encontrado entre os médicos e os altamente qualificados que na população em geral.

A descoberta também seria válida para outros segmentos da sociedade, informou a reportagem do “Independent”. Um estudo com membros do Mensa (clube de superdotados com QI de pelo menos 140) também apontou uma tendência para peitos peludos. O especialista citou os atores Robin Williams e Peter Sellers, o jogador de xadrez Garry Kasparov e o cientista Charles Darwin como expoentes masculinos gênios com peito peludo.

Para os que não têm pelos no peito, não é preciso se desesperar. “Homens com pelos do corpo abundantes tendem a ser mais inteligente , mas também há homens muito inteligentes, com pouco ou nenhum cabelo do corpo. Albert Einstein não tinha pelos no corpo, assim como Muhammed Ali”, enfatiza Alias.

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia