Grupo de idosas viajam a Maceió para comemorar os 87 anos da amiga mais velha. “Minha cura”.

Por Ana Vitória Bueno

Não existe nada melhor do que aproveitar a vida e esse grupo de idosas só quer saber de comemorar cada minuto dela, como se fosse o último.

Elas têm entre 67 e 87 anos e decidiram viajar até Maceió para uma aventura entre amigas. O clima é de alegria, calor e total descontração!

A mais experiente está comemorando 87 anos e juntas prepararam uma comemoração especial. Nada de reuniões tranquilas, com bolos, biscoitos, chá, café, em casa com familiares, elas querem diversão, irreverência e inspirar outras mulheres.

Na semana passada, um grupo de Santos (SP), que se apelidaram de “As Poderosas”, viajou a Maceió para uma aventura entre amigas. As 10 amigas entre 67 e 86 anos, foram comemorar o aniversário de duas da turma: Yara de Almeida, que faz 81 anos, e Yvone Zogaib, a mais animada delas, que completa 87.

Com quase 9 décadas bem vividas, Yvone contou seus segredos de uma longevidade tão feliz, contagiante e de extrema lucidez, com sabedoria, perdas, superação de um linfoma aos 84 anos e como recuperou a alegria de viver.

Nascida em Santos, 3 filhos, 6 netos e 3 bisnetos, ficou viúva há 6 anos, com um único casamento durante 61 anos. O pai dela nasceu na Síria e a mãe, no Líbano. Tiveram 4 filhos, sendo ela, a única mulher.

Sempre extrovertida, alegre e com espírito de líder, foi proprietária de um ateliê em Santos, que funcionou durante 28 anos. O local hoje é sede de um lar residencial para idosos.

Quando ficou viúva, em 2016, precisou se adaptar a esse momento e lidar com a ausência do companheiro de vida, uma história que teve início, quando eram ainda adolescentes, aos 16 anos de idade.

Com o incentivo dos filhos, Yvone passou a frequentar grupos de encontro e ter mais contato com algumas pessoas. Alguns desses laços de amizade se fortaleceram e elas se tornaram grandes parceiras e companheiras do dia-a-dia: “As Poderosas”.

As Poderosas: um grupo de viúvas aventureiras

No final de 2016, as idosas se reuniram e resolveram fazer uma viagem de navio. Na ocasião, estavam na casa de uma delas, Elisabeth Antoniette, e para facilitar as tomadas de decisões, Beth criou um grupo no whatsapp que recebeu o título de “As Poderosas”.

grupo-de-idosas-viajam-a-maceio-para-comemorar-os-87-anos-da-amiga-mais-velha2

O nome foi sugerido por outra amiga, Sônia Alberto. A escolha teve relação com a idade, pois de forma espirituosa, se consideravam poderosas por arriscarem viajar, na condição de viúvas (em maioria), mulheres, numa fase da vida já mais avançada.

Decidiram passar o Réveillon na Bahia, com parada no Rio de Janeiro. A empolgação foi tanta que mandaram confeccionar camisetas, escrito “As Poderosas”. E foi assim que as 14 amigas embarcaram no Cruzeiro, maior sucesso por onde passavam.

Desde então, viajam juntas ao menos 1 vez ao ano. Outras integrantes vão surgindo, não necessariamente no grupo do whatsapp, mas em festas, encontros, passeios e etc.

Há evangélicas, católicas e adeptas de outras crenças. Fazem atividades que as unem, sem divergências pela opção religiosa.

Somente nesse ano, as idosas já estiveram em Itu, Serra Negra e Guarujá. Além dos variados destinos, também jogam tranca, fazem aula de pilates, natação, dançam, vão a jantares, almoços, museus em São Paulo, teatros e ainda participam de ações beneficentes.

Superações e Alegria de Viver

Na caminhada de Yvone Zogaib, dificuldades também se apresentaram.

Em 2019, aos 84 anos, foi diagnosticada com um linfoma de Hodgkin. Precisou se submeter a quimioterapia, com um total de 11 sessões.

O tratamento ocorreu da melhor forma possível e ela acredita que a amizade a ajudou muito.

“O grupo das Poderosas foi fundamental para superar as perdas e na minha cura”, afirma.

Yvone acredita que apesar das limitações físicas devido ao avanço dos anos, é possível compensar o que não é mais possível fazer, como dirigir, por exemplo. De forma muito bem-humorada, diz:

“Nada que um táxi, um uber não resolva ou uma amiga não resolva também, é só passar pra me buscar” [risos].

grupo-de-idosas-viajam-a-maceio-para-comemorar-os-87-anos-da-amiga-mais-velha- yvone
Foto: Yvone

Ela quer ir devagar e chegar mais longe para curtir os filhos, netos e bisnetos, que são os grandes presentes dela. Aproveita para dar um breve conselho as novas gerações: “Aos que querem ter filhos, é preciso muito cuidado com os pequenos, colocar regras, cuidar bem dos que estão vindo, pois serão os frutos do que plantamos.”

Em relação aos aprendizados desses quase 87 anos, afirma: “A vida vale a pena, apesar das coisinhas aqui ou ali, a vida vale muito a pena. E a forma como eu vivo, ah é bom demais… Estou vivendo uma velhice muito legal!”.

Em clima de festa, as Poderosas retornam de Maceió nessa 4af (dia 21), ainda mais experientes e vibrantes, cheias de histórias para contar, belas recordações e uma vida para celebrar.

*DA REDAÇÃO RH.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia