Gostar não é amar!

Bruna Stamato

Aprenda: Gostar não é amar! Ao invés de ficar procurando onde foi que você errou, ficar se culpando por ter dito ou feito X coisa, antes de se julgar uma pessoa desinteressante e ter certeza absoluta que é uma pessoa chata e sem SORTE, pense na possibilidade de a outra pessoa apenas não estar no mesmo momento que você.

Considere a opção dela simplesmente não querer um relacionamento nesse momento.

Analise a possibilidade DELA ter problemas, DELA não ter a DISPONIBILIDADE necessária para viver o tipo de relação que você quer.

Mas estudar essas possibilidades requer inteligência sentimental, pois isso vai te tirar da posição de vítima e tirar a outra pessoa da cadeira do Vilão.

Não somos vítimas porque alguém não pode nos dar o que oferecemos à ela e ela não é ruim por não ter podido retribuir.

Existe compatibilidade, disponibilidade e VONTADE.

Preencher umas horinhas livres na agenda em boa companhia é muito diferente de querer viver uma história com alguém, que permitir que alguém entre na nossa vida.

Gostar NÃO é amar.

Cabe a nós desenvolvermos a maturidade e o discernimento necessários para percebermos isso antes de entregarmos nossos corações na bandeja.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Bruna Stamato
"Mãe, mulher, geminiana, maluca e uma eterna sonhadora!"