Garoto de 17 anos mapeia dados sobre coronavírus num site que já está sendo usado em larga escala

Resiliência Humana

Garoto de 17 anos mapeia dados sobre coronavírus num site que já está sendo usado em larga escala

por: Redação Hypeness

Avi Schiffmann tem 17 anos e muito talento. Estudante de ensino médio em Washington, nos Estados Unidos, ele criou um site para reunir informações sobre o coronavírus.

Lançada em dezembro de 2019, a página nCoV2019.live já reúne milhões de visitas. Normalmente, Avi dedica seis horas por dia ao projeto, mas o adolescente chegou a passar noites em claro para colocar uma nova versão do site no ar.

View this post on Instagram

happy holidays 🗿

A post shared by Avicii Chiffron (@avischiffmann) on

Com informações de governos, organizações de saúde e da mídia, o jovem busca mapear todos os dados disponíveis sobre a doença.

Uma tabela no site mostra os países onde houve contágio, número de casos confirmados, mortes e casos sérios de infectados, bem como a quantidade de pessoas que se recuperou após contrair o coronavírus.

Tabelas encontradas na página inicial mostram os dados globais, além de registrar informações separadamente para Canadá, China e Estados Unidos. Há ainda um mapa que mostra todas as cidades afetadas, com cores diferentes de acordo com a quantidade de infectados em cada local.

Cidades com menos de 20 casos são mostradas em laranja, vermelho é usado para indicar locais com 20 a 100 casos, roxo para aqueles que possuem entre 100 e 1.000 infectados e preto para municípios com mais de 1.000 pessoas doentes.

Destinos que já registraram mortes são indicados com a forma de um diamante, enquanto os outros são marcados com um círculo.

O site foi criado sem fins lucrativos. Entretanto, os usuários podem fazer uma doação de valores múltiplos de US$ 3 para Avi ao clicar no botão “Buy Me a Coffee” como um agradecimento pelo serviço.

Embora ofereçam um panorama para entendermos a difusão do coronavírus no mundo, os dados estão sujeitos a erros e, portanto, devem ser usados com cautela.

O mapa pode ser consultado nesse link: Google

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia