Filho de faxineira é aprovado em 9 universidades dos EUA: “Quero ressignificar sonhos”.

Ressignificando sonhos e conquistando a Califórnia: conheça a história de Fred Ramon, o pernambucano e filho de faxineira que, aos 20 anos, passou para 9 universidades norte-americanas Fred só quer ajudar outros jovens a estudar.

O pernambucano, ex-aluno da rede pública Fred Ramon, é filho de uma faxineira e sofreu muitas privações durante a sua vida, mas foi aprovado em nove universidades dos Estados Unidos em 2021.

Ele veio ao Recife passar férias e contou como está sendo essa experiência depois de ter sido desacreditado por muitos.

Em menos de um ano, ele viu sua vida mudar e tomou como missão pessoal auxiliar outros jovens como ele.

Em suas redes sociais, Fred, de 21 anos, dá dicas e ajuda outros alunos a estudar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou garantir uma vaga em uma universidade no exterior, como ele fez.

Atualmente, ele cursa administração em negócios e especialização em teatro em uma universidade em Los Angeles, na Califórnia.

“Quero que as pessoas acreditem mais que podem alcançar o que quiserem, independente de qualquer desafio. Nada é para sempre. Nenhuma dor e eu quero inspirar mais jovens a sair da favela, das comunidades, da periferia, e chegar a espaços que historicamente foram negados pra eles estarem”, declarou.

Entre os estudantes que enxergam em Fred um farol, e na educação, a chave para o futuro, está Pablo Vinícios, de 18 anos. “Sonho em estudar fora, fazer artes visuais no exterior e conseguir ser reconhecido Brasil e viver da minha arte e fazer outros jovens também, sobreviver”, disse ao G1.

Pablo gosta de desenhar, faz pinturas, escreve contos e poesias. Ele fazia aulas de inglês por vídeo chamada com Fred e, nesse mês de janeiro, aproveitou para ter aulas presenciais.

“A primeira coisa [para estudar fora] é você saber um pouco de inglês, porque toda a base pra estudar fora exige inglês. Essa é a dica que eu insisto”, disse Fred.

“O que eu aprendi mais de valioso é que, mesmo com medo, mesmo que você tiver com falta de coragem, falta de apoio, você tem que persistir, meter a cara e fazer. Mesmo sem recursos, porque as pessoas querem ver a gente batalhando e conquistando o nosso espaço”, afirmou Pablo.

Se não bastasse o grande feito, Fred ainda está servindo como inspiração para outros jovens e esse seu objetivo de ajudar é ainda mais importante do que a conquista de ter entrado em 9 universidades dos EUA, não acha?

*DA REDAÇÃO RH. Com informações G1.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia