Filho adotivo de Cid Moreira pede prisão do pai e alega preconceito!

Roger Moreira, filho adotivo de Cid Moreira, ex-âncora do Jornal Nacional, fez fortes declarações contra o pai e protocolou pedido de prisão.

O pedido foi encaminhado a justiça na última quarta-feira. Roger afirma que foi tirado de casa e demitido das gravações da Bíblia assim que se assumiu homossexual.

Ele emitiu um depoimento para o jornalista Leo Dias e disse ter sofrido preconceito quando revelou a pai a sua opção sexual.

“Quando um dia resolvi me declarar gay, aos 29, eu esperava receber o apoio em casa. No primeiro momento, parece que ficou tudo bem. Mas, pouco tempo depois, fui colocado pra fora de casa e demitido dos trabalhos da Bíblia. Eles tinham medo de como as pessoas iriam ver um gay gravando a Bíblia”, afirmou.

O filho acusa não só o pai, atualmente com 94 anos, mas o casal, de homofobia e até de trabalho infantil.

Roger Moreira, também acusa Cid Moreira de ter o deserdado e revelou à imprensa uma carta onde o locutor afirma “ter sido um erro adotá-lo”.

Roger também diz que foi obrigado a trabalhar nas gravações da Bíblia, várias horas por dia, e incentivado a largar os estudos, recebendo apenas R$ 300 de mesada:

“Nunca dependi de nenhum centavo do Cid Moreira para sobreviver. Aliás, na maior parte da minha vida com ele, eu recebia uma mesada de R$ 300 que depois de muitos anos passou a ser R$ 1 mil. Nunca recebi nenhuma fortuna, como talvez possam pensar“.

Segundo informou Léo Dias, o filho de Cid alega que era responsável por gravar, editar, mixar e masterizar as gravações. Roger Moreira afirma que chegou a fazer mais de 20 gravações da Bíblia a pedido do pai. Ao todo, foram mais de 17 gravações as quais participou durante os anos de convivência com Cid.

Leia todo o relato enviado à coluna de Léo Dias:

“Sou grato e confio muito em Deus. Gravei com ele mais de 70 CDs da Bíblia. Foram 17 anos de gravações bíblicas pra lá de exaustivas. Tive diversos problemas de saúde nessas gravações por conta dos toques que ele tem com a voz.

Gravar mais de 20 vezes o mesmo CD e depois nem saber qual gravação ficou boa. E acabar escolhendo a primeira. E isso era todos os dias até o amanhecer, por exemplo.

Eu gravava, editava, mixava e masterizava. Entregava o CD pronto para a fábrica. Um processo que normalmente levaria meses eu fazia em uma semana no máximo. E eram muitos CDs. E fora que depois de trabalhar semanas em um CD pra finalizar, aparece ele querendo regravar tudo novamente. Nesses 17 anos foi só estresse e muitas noites em claro ouvindo os CDs exaustivamente.

Eu trabalhei e trabalho muito até hoje como qualquer pessoa que precisa sobreviver nessa vida. Nunca ganhei nada de mão beijada. Nunca dependi de nenhum centavo do Cid Moreira para sobreviver. Aliás, na maior parte da minha vida com ele eu recebia uma mesada de R$ 300 que depois de muitos anos passou a ser R$ 1.000. Nunca recebi nenhuma fortuna como talvez possam pensar.

Agora, os trabalhos bíblicos ao Cid Moreira renderam muitos milhões. Dá pra imaginar, né? Foram mais de 40 milhões de cópias vendidas. Resumindo: NÃO SE PÕE EM PRÁTICA NADA QUE FOI LIDO. É UM GRANDE NEGÓCIO EM NOME DE DEUS.

Pra não falar que não ganhei absolutamente nada com isso, o Jonas, dono da Gol Records que contratou os CDs na época ficou tão agradecido pelo o meu trabalho e esforço, que resolveu me dar uma gratificação, uma vez. Foi muito motivador. É bom quando alguém reconhece o nosso trabalho. O Cid nunca reconheceu NADA! Mesmo assim me mantive firme e forte.

Se eu dependesse do meu pai Cid, certeza que eu morreria de fome. Ele só queria eu pro trabalho mesmo! E como eu era filho não precisava de remuneração né. Tinha o que comer e beber em casa.

Só quem viveu essa relação muito conturbada pode saber das traições, das brigas, dos traumas, dos medos, das decepções e etc. Passei por tantas coisas nessa criação que não teve absolutamente nada de maravilhoso.

Fui usado por ele dos meus 12 anos até os 29. Ele não permitia que eu fizesse absolutamente NADA que não fosse com ele. Só Deus sabe o que passei todos esses anos preso em casa.

Quando um dia resolvi me declarar gay aos 29 anos, eu esperava receber o apoio em casa. No primeiro momento parece que ficou tudo bem. Mas, pouco tempo depois fui colocado pra fora de casa e demitido dos trabalhos da Bíblia. Eles tinham medo de como as pessoas iriam ver um gay gravando a Bíblia.

Aí, ele me deu um apartamento bem simples pra morar. O apartamento estava no osso (no cimento) o pouco de dinheiro que eu tinha tive que fazer uma obra. E eu não tinha dinheiro para comprar móveis, então levei a cama velha do meu quarto que eu usava todos esses anos. Ele gritou muito comigo e fez eu devolver tudo que levei de lá.

Foi muito triste! Ele foi e é muito ruim! Perverso. Como ele mesmo diz: “QUANDO EU NÃO GOSTO, EU ELIMINO”.

Pouco tempo depois me tirou o meu estúdio de gravação. Era o único meio de eu ter dinheiro. E o meu apartamento veio na sequência. Ele disse: “FOI DADO DE BOCA!”

De surpresa a Juíza amiga deles bateu lá em casa e me notificou a deixar o imóvel imediatamente. A juíza sabia que eu estava fazendo uns trabalhos em casa para sobreviver, e aí a mesma disse que iria me multar caso eu seguisse fazendo de um imóvel residencial, comercial.

Fiquei na rua sem dinheiro, sem nada! Pensando o que fazer da vida sem estudo. E agora? Fiquei meses em depressão. Isso ninguém fala e muito menos se preocupa. Mesmo com tudo de ruim que passei, não quero ele preso jamais. Isso são coisas processuais que não posso evitar e a mídia gosta de aproveitar.

É muito triste ver os comentários desta gente me chamando de ‘vagabundo, filho de satanás, ele tem pai e mãe vivos, isso nem filho de sangue, é só dinheiro, ele é adotado, devolve ele, isso que dá adotar, por isso que não adoto, ele que tem que ser preso, ele merece uma surra’, e por aí vai a ignorância do ser humano…

Gente que não sabe absolutamente nada querendo se meter na história alheia só porque ele é o homem da Bíblia, famoso e velho. Por estes motivos querem transformar ele em uma espécie de santo e eximir de qualquer culpa imediatamente.

Estão todos cegos e são extremamente preconceituosos no seu pensar e nas suas falas para defender o famoso a qualquer custo porque lhe convém. É mais fácil chutar o filho adotado, gay e ganancioso.”, escreveu o filho.

Muitos artistas se manifestaram contra a atitude do filho adotivo, inclusive Tata Werneck que escreveu: “Que absurdo! Prisão? Com 94 anos! Meu Deus!”, escreveu a apresentadora e humorista.

Outras personalidades comentaram o pedido de prisão com indignação, foi o caso da apresentadora Astrid Fontenele, que acusou o filho adotivo de querer apenas dinheiro:

O advogado de defesa de CId Moreira declarou que quem vai acabar preso será Roger:

“O pedido de prisão foi distribuído no Rio de Janeiro, a sede é em Petrópolis. É tudo com intuito de ir para televisão para polemizar. Vamos dar uma resposta jurídica. Quem vai acabar preso vai ser ele”, disparou o advogado.

*DA REDAÇÃO RH.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia