Fibromialgia poderá ser tratada com adesivo à base de cannabis

Resiliência Humana

Dois adesivos à base de cannabis estão sendo desenvolvidos para ajudar pacientes que sofrem com dores fortes provocadas por fibromialgia e neuropatia diabética.

Eles levam o medicamento através da pele, jogam na corrente sanguínea e aliviam as dores.

“O desenvolvimento dessas duas novas aplicações farmacêuticas é apenas a ponta do iceberg para o que vemos como o futuro da Cannabis Science”, disse em comunicado à imprensa o CEO da Cannabis Science, Raymond Dabney.

Raymond não informou quando os adesivos estarão à venda.

Pesquisas

Desde 2016 a Cannabis Science faz pesquisas sobre o tratamento usando cannabis.

Na época a empresa recrutou pessoas para um estudo sobre preparações de cannabis inaladas para pacientes com asma e doenças pulmonares como a DPOC.

A Cannabis Science também não é a primeira empresa a analisar as aplicações transdérmicas da cannabis.

A Mary’s Medicinals foi a primeira a oferecer remédios para dor com infusão de canabis para pacientes.

Pesquisas anteriores sugerem que a canabis pode ter efeitos terapêuticos para ambas as condições, e “esse novo adesivo para dor oferece uma nova abordagem para condições difíceis de tratar”.

Uma pesquisa de 2014 da National Pain Foundations descobriu que a cannabis era considerada a medicação para dor mais eficaz por pacientes com fibromialgia que estavam dispostos a experimentar a erva.

Nem todos os entrevistados usaram cannabis. No entanto, aqueles que usaram sugeriram que a erva funcionava melhor para controlar a dor do que as principais receitas para a fibromialgia, incluindo Savella, Cymbalta e Lyrica.

Neuropatia Diabética

Pequenos testes em humanos com cannabis para neuropatia diabética também foram bem-sucedidos.

Um estudo com 16 pacientes com neuropatia diabética dos pés descobriu que a erva reduziu com sucesso os sintomas de dor de maneira dependente da dose.

A planta de cannabis reduziu com sucesso a dor nos nervos associada a condições como esclerose múltipla também.

Enquanto produtos farmacêuticos caros à base de cannabis já estão disponíveis em alguns países para o tratamento de distúrbios nervosos, a maioria dos pacientes fica presa com cremes tópicos e opções de cannabis por via oral, que podem ser um pouco fortes durante o dia.

Fibromialgia e neuropatia diabética têm algumas coisas em comum. Ambas as condições envolvem dor aparentemente inexplicável, formigamento e podem reduzir drasticamente sua qualidade de vida.

*Via Só Notícia Boa. Com informações do Herb.co

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia