Faça o que for preciso com medo mesmo! Sua superação será motivo de grande admiração.

Idelma da Costa
faca-o-que-for-preciso-com-medo-mesmo-sua-superacao-sera-motivo-de-grande-admiracao

Sua superação será motivo de grande admiração. Faça o que for preciso com medo mesmo! Confie no seu guia interno!

Tudo em equilíbrio é benéfico, até mesmo o que consideramos ruim.

Do medo, por exemplo, pode sair grandes feitos e invenções, bem como pode ser o empurrão forçado para vencer limites, transformando vidas e mentes.

Sua superação será causa de grande admiração.

Diferente do excesso, o pânico por exemplo, que leva a pessoa cada vez mais para baixo.

O medo é inerente ao ser humano.

Todos nós temos medos. É normal.

Na maioria das vezes conseguimos superar sozinhos, mas infelizmente há aqueles que dependendo da fase em que nos encontramos, se potencializam e o melhor a fazer é procurar ajuda de um profissional logo de casa para não ficar ainda pior, a ponto de transformar numa verdadeira bola de neve.

Vocês já perceberam que quando algo sai do nosso controle, parece que junto com este aparece uma coisa ruim atrás da outra?

Administrar bem o medo, bem como trabalhá-lo para sua superação é um grande desafio, que pode levar dias, meses, anos ou uma vida inteira.

É necessário persistência e força de vontade para dribla-lo rumo à vitória.

É imprescindível cortar o mal pela raiz e descobrir a fonte dos nossos medos se faz necessário para conseguir sua cura total, sem as recorrentes recaídas, que podem vir a atrapalhar outros setores da vida.

Apavorar não resolverá e sim somatizar ainda mais o problema.

Tem horas, que o melhor a fazer é parar, respirar fundo para não pirar.

O medo pode travar qualquer um, consumindo dia após dia até minar por completo todas as forças.

É impressionante como um simples medo é capaz de se transformar numa bomba com efeitos catastróficos.

Existem determinados medos que ainda dá para fugir, como por exemplo a criança que tem medo de um professor e isso bloqueia totalmente o seu aprendizado, sua vontade de ir para a escola e a sua vontade de socializar com as demais crianças, se tornando num peixinho fora d’água.

Nestes casos, quando fica nítido o motivo principal do medo é fácil resolver, basta mudar a escola.

Entretanto, e se não tiver como fugir do medo, não tendo como abrir mão do emprego, que é responsável pela sobrevivência e subsistência?

Não tem outro jeito a não ser encara-lo.

São tantos medos que aparecem no decorrer da vida e que podem nos travar e até nos adoecer se não formos atrás de uma ajuda externa.

Medo de errar; de perguntar, de perder os amigos; de mudança, de arriscar, da morte… Todos são capazes de proporcionar dor.

O que não podemos permitir é que sejam causa de sofrimento.

Dor e sofrimento são distintos.

A dor não conseguimos evitar, mas o sofrimento sim.

Dependerá apenas da nossa postura diante dele.

A dor não paralisa, o sofrimento sim.

A busca pelo equilíbrio sempre é bem vinda. A superação diária é imprescindível.

O medo dosado, pode nos levar ao crescimento e isso dependerá apenas de nós mesmos.

Imaginem!

Se aquele empresário de sucesso se travasse diante do medo de arriscar nos negócios?

Se aquele que tem desenvoltura no trabalho, tivesse medo de errar?

Se aquele que tirou o total na prova, tivesse medo de tirar suas dúvidas?

Todos esses que conseguiram um lugar de destaque venceram seus medos.

Nossos sonhos devem ser maiores que nossos medos.

Pense nisso!

*Foto de Marcia Mota no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Idelma da Costa
Idelma da Costa, Bacharel em Direito, Pós Graduada em Direito Processual, Gerente Judicial (TJMG), escritora dos livros Apagão, o passo para a superação e O mundo não gira, capota. Tem sido classificada em concursos literários a nível nacional e internacional com suas poesias e contos. Participou como autora convidada do FliAraxá 2018 e 2019 e da Flid 2018.