Fábio Assunção sofre com post falso: “Eu quero parar de beber, mas não consigo”

Iara Fonseca

Depois de sofrer com memes e chacotas das mais variadas, recentemente o ator Fábio Assunção se manifestou sobre a sua doença e até fez um relato muito emocionante sobre a música que fizeram com a intenção de denegrir a sua pessoa e o constranger publicamente.

Esse foi o depoimento postado no dia 22: “Oi Gente… eu não pretendia tornar esse assunto público por vários motivos, mas a imprensa resolveu comentar e os meninos foram bem generosos fazendo o vídeo deles explicando nosso acordo sobre a música Fabio Assunção.

Antes de qualquer coisa eu preciso falar com as pessoas que passam pelo mesmo problema que eu, cada um está nesse momento em um estágio, mas nossa natureza é a mesma. Eu não endosso, de maneira nenhuma, essa glamourização ou zueira com a nossa dor. Minha preocupação é com você que sente na pele a dificuldade e a complexidade dessa doença. Minha vontade é que você tenha sempre um diálogo aberto e encontre um lugar de afeto com sua família, amigos e com a sociedade brasileira e assim merecer respeito e direito a um tratamento digno.

Jamais me passou pela cabeça censurar a arte do autor e seus intérpretes, mesmo quando vi o tamanho e o sucesso q a música alcançou. Somos artistas e torço muito para que vocês conquistem cada vez mais fãs. Conheço também a luta do artista no Brasil e torço para que vocês prosperem. Mas não censurar não significa que não existe aqui uma oportunidade de conscientizar.

15% das pessoas do mundo tem problemas de adicção. É muita gente sofrendo por não conseguir controlar suas compulsões e eu acho importante lembrar a todos que isso não tá escrito na certidão de nascimento. Todo mundo começa do mesmo jeito. Achando que tudo bem. E pode não terminar tudo bem.

Foi pensando nisso q eu, minha equipe de comunicação e o corpo jurídico que me atende, decidimos entrar em contato com os meninos e tornar essa história um ato propositivo de ajuda a quem precisa e de conscientização geral. 100% dos valores arrecadados com a música serão doados para as instituições A e B que vamos informar posteriormente como um ato irmanado entre quem sente essa dor e quem tem voz para ampliar a conscientização.

Nós não somos super heróis. Cuide de vc, cuide de quem vc ama, cuide dos seus amigos nas festas. Seja responsável pelo todo. Lembrem q eu aqui respeito a zueira, amo a brincadeira, mas quero todo mundo bem, forte, feliz e consciente de seus atos e de sua vida. A luta é essa. Tamo junto”, escreveu o ator.

Assista ao vídeo que ele compartilhou:

View this post on Instagram

Transcrição do vídeo Oi Gente… eu não pretendia tornar esse assunto público por vários motivos, mas a imprensa resolveu comentar e os meninos foram bem generosos fazendo o video deles explicando nosso acordo sobre a música Fabio Assunção. Antes de qualquer coisa eu preciso falar com as pessoas que passam pelo mesmo problema que eu, cada um está nesse momento em um estágio, mas nossa natureza é a mesma. Eu não endosso, de maneira nenhuma, essa glamourização ou zueira com a nossa dor. Minha preocupação é com você que sente na pele a dificuldade e a complexidade dessa doença. Minha vontade é que você tenha sempre um diálogo aberto e encontre um lugar de afeto com sua família, amigos e com a sociedade brasileira e assim merecer respeito e direito a um tratamento digno. Jamais me passou pela cabeça censurar a arte do autor e seus intérpretes, mesmo quando vi o tamanho e o sucesso q a música alcançou. Somos artistas e torço muito para que vocês conquistem cada vez mais fãs. Conheço também a luta do artista no Brasil e torço para que vocês prosperem. Mas não censurar não significa que não existe aqui uma oportunidade de conscientizar. 15% das pessoas do mundo tem problemas de adicção. É muita gente sofrendo por não conseguir controlar suas compulsões e eu acho importante lembrar a todos que isso não tá escrito na certidão de nascimento. Todo mundo começa do mesmo jeito. Achando que tudo bem. E pode não terminar tudo bem. Foi pensando nisso q eu, minha equipe de comunicação e o corpo jurídico que me atende, decidimos entrar em contato com os meninos e tornar essa história um ato propositivo de ajuda a quem precisa e de conscientização geral. 100% dos valores arrecadados com a música serão doados para as instituições A e B que vamos informar posteriormente como um ato irmanado entre quem sente essa dor e quem tem voz para ampliar a conscientização. Nós não somos super heróis. Cuide de vc, cuide de quem vc ama, cuide dos seus amigos nas festas. Seja responsável pelo todo. Lembrem q eu aqui respeito a zueira, amo a brincadeira, mas quero todo mundo bem, forte, feliz e consciente de seus atos e de sua vida. A luta é essa. Tamo junto. @gabrielbartz @brunomagnatareal

A post shared by Fabio Assunção (@fabioassuncaooficial) on

Agora, espalharam pela rede um texto que disseram ser dele e que teria sido postado no dia 27, onde ele afirma que quer muito parar de beber, mas que infelizmente não consegue. Ele desmentiu e disse que o texto não é dele, e ainda deixou um recado para aqueles que insistem em brincar com um assunto tão sério:

O post falso dizia:

“Sei que vocês têm motivos para zombar e brincar com a situação que ocorreu comigo, porém, estou em um momento delicado da vida, alcoolismo é sim uma doença, já fiquei internado, já fui preso, já perdi atuações em novela, já perdi alguns familiares, tudo por causa dessa doença”.

E continuou…

“Eu quero parar de beber, mas não consigo, estou lutando contra isso todos os dias, às vezes penso no pior, o que me deixa mais triste é as zombações que escuto todos os dias, achando que é normal brincar com algo tão sério. Peço desculpas a todos os transtornos causados nos últimos tempos e quero dizer que apesar de tudo não vou desistir. Obrigado a todos pelas orações”, dizia o comunicado.

O post é falso e Fábio veio a público para deixar claro que não foi ele quem escreveu:

“Pessoal, esse texto não é meu. Agradeço todo o amor e afeto que estão espalhados pelas redes, e que chegam até mim. Colegas, amigos, e pessoas aqui presentes. Meu movimento, minha busca é pelo aprendizado, expansão e entendimento de como poderei transformar isso tudo em uma contribuição positiva e potente para a nossa sociedade. Esse é o lugar onde estou agora. Um beijo!!!”

Quando está sem o efeito do álcool, Fábio, se mostra muito lúcido e consciente de seu problema, é muito triste o que estão fazendo com ele, chega a ser desumano. Mas, felizmente, ele se mostra forte frente a sua fragilidade.

E eu me pergunto onde foi parar a compaixão do ser humano? Cada dia eu fico mais chocada!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!