Eu sei que é difícil. A gente sente falta, saudade, vontade de mandar uma mensagem. De dizer ‘boa noite, fica bem’.

Por Edgard Abbehusen

A gente quer saber detalhes. Motivos e como vai a vida de quem dividia tudo com a nossa vida.

Eu sei bem como é isso. E é difícil esse processo. É algo que só o tempo pode curar, mas no fundo as noites são mais tranquilas.

A gente dorme em paz quando se livra de um relacionamento que tirava a nossa paz. E eu nem estou falando só de brigas, desconfianças de alguns relacionamentos e de todo esse conjunto de coisas que fazem a gente chorar.

Estou falando de tudo.

Ninguém vive em paz indo além do que o ciclo permite.

Ninguém vive em paz numa relação que já era para ter acabado. Que já teve fim. Que não existe esforço, tentativa ou razão para continuar.

Não tem travesseiro e cama macia que segure a nossa inquietação.

Saudade? Eu sei que ela vai chegar.

Vamos chorar algumas noites. Engolir seco. Tentar mudar o foco ou a direção, mas a saudade ela chega forte.

E se desapegar de quem nos fazia tão bem é difícil, mesmo. Natural.

Jamais se sinta pior por querer alguém que você ama e a relação já não existe.

O tempo. Ah… O tempo nunca volta. Ele sempre segue o seu fluxo. Sempre passa pela gente levando tudo o que acumulamos no coração.

Não existe arrependimento no tempo. Ou é oito ou é oitenta. E ele segue fazendo você lidar com as consequências das suas escolhas.

Por isso, o tempo é o seu bem mais precioso. Aproveite-o agora. O único tempo verbal do tempo é o presente.

Lembre de não desperdiçar ele com relacionamentos ruins, amizades duvidosas e pessoas maldosas.

Não entre em discussão onde você só perde tempo. Não fique se desgastando tentando convencer as pessoas do óbvio.

O seu tempo é preciso. Precioso. Aproveite ele da melhor forma que puder.

Pense nessa paz que você sente agora.

Na leveza que existe na decisão de ter colocado um fim. E apesar da saudade, você vai conseguir dormir em paz. Isso, pode apostar, não tem dinheiro que pague.

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia