Eu não queria me despedir, mas precisava olhar para mim.

Resiliência Humana
eu-nao-queria-me-despedir-mas-precisava-olhar-para-mim

Eu não queria me despedir, mas precisava olhar para mim.

Por Alexe Fortier

Não queria me despedir, mas tive que fazer quando você terminou comigo e me expulsou de sua casa e de sua vida.

Não queria me despedir, mas tive que fazer quando, um mês depois, você se recusou a me dar algum tipo de explicação.

Eu só queria um fechamento; Eu queria saber por que, do nada, você parou de me amar. Você nem queria me ver para recuperar suas coisas porque estava me evitando.

Não queria me despedir, mas tive que fazer quando você virou nossos amigos em comum contra mim e me vi completamente sozinha.

Eu sabia que era necessário algum tipo de separação porque não poderíamos ficar todos juntos como antes, mas virar todos eles contra mim era melhor? Enquanto vocês estavam aproveitando o verão, eu estava em casa tentando consertar meu coração partido.

Eu não queria me despedir, mas precisava porque estava chorando o tempo todo enquanto você estava festejando.

Você começou a colocar sua vida em todas as mídias sociais, e toda vez que eu abria o Facebook, Instagram ou Snapchat, eu ficava com medo de ver algo de você. Eu estava com medo de vê-lo vivendo sua melhor vida enquanto meu travesseiro estava ensopado em lágrimas.

Eu não queria dizer adeus, mas eu tive que fazer quando tive ataques de pânico no chão do banheiro enquanto você agia como se eu nunca existisse.

Você nem me desejou um feliz aniversário; você nunca curtiu nenhuma das minhas fotos do Facebook após terminar comigo e nem me parabenizou pelo meu novo trabalho. Nós não estávamos mais juntos, mas não apaga o fato de termos feito parte da vida um do outro por um ano?

Eu não queria me despedir, mas precisava quando estava dormindo sozinha enquanto você já dormia com outra pessoa.

Ela estava dormindo no meu lugar enquanto eu estava virando na minha cama, tentando descobrir o que aconteceu entre nós.

Agora ela era a pessoa que acordava com um bom dia enquanto eu acordei com um buraco no estômago.

Agora ela era a pessoa que acariciava seu cabelo enquanto você assistia seu programa, enquanto eu assistia nosso programa favorito sozinho.

Não queria me despedir, mas tive que fazer quando percebi que precisava seguir em frente porque você já havia seguido já há algum tempo.

Eu precisava tirar você da minha cabeça, porque lembrar de quando estávamos felizes não me fazia nenhum bem – apenas partia meu coração ainda mais.

Não queria me despedir, mas precisava, porque você não era bom pra mim.

Nos últimos quatro meses de nosso relacionamento, eu sempre chorei porque você me tratava como um fardo.

Toda vez que eu queria falar com você sobre você colocar todo mundo em primeiro lugar em vez de mim, você revirava os olhos e dizia que eu exagerava.

Toda vez que eu queria fazer outra coisa no sábado à noite, você recusava, porque sair com seus amigos era mais importante.

Toda vez que eu precisava de conforto ou validação, você estava muito ocupado para me dar.

Não queria me despedir, mas precisava, porque precisava voltar a ser feliz – não por você, não por outra pessoa, mas por mim.

Eu não queria me despedir, mas precisava olhar para mim.

DA REDAÇÃO RH. Tradução e adaptação com informações de Thought Catalog

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia