Eu me tornei aquilo que eu mais temia

Iara Fonseca

O que a gente tem mais medo em se tornar? Fiquei pensando e acho que me tornei aquilo que mais temia… Alguém que é responsável demais, metódico demais, que se incomoda com as injustiças, com a marginalização das minorias, com o discurso preconceituoso, com o ódio das pessoas… E que sofre dores físicas impregnadas na alma por conta disso. Me tornei uma pessoa que sofre por não conseguir mudar o mundo.

Antes meu medo era apenas me tornar um velho chato e rabugento que não acha graça da vida nem de si mesmo? Hoje me transformei naquilo que temia, uma pessoa com poucas esperanças que não vê a vida com olhos coloridos, que prevê um futuro devastador, com pessoas sanguinárias, com ódio no coração, resolvendo os problemas a ferro e fogo, sem compaixão com o outro ser humano.

Eu me tornei o que eu mais temia. Alguém com fome de mudança, mas sem forças para fazer acontecer. Alguém que manda mensagem de bom dia na esperança de receber uma boa notícia….

Me tornei aquela pessoa que tira a marcação do whatsapp por não ter tempo de responder na hora. Minhas costas doem, as vezes acho que perdi a memória porque me esqueço de coisas e penso: não é possível!

As vezes paro e penso: O mundo está cercado de idiotas… E temo por pensar assim! Talvez eu seja um deles…

Apenas pelo fato de não conseguir mudar nada com o meu exemplo… Sim, foi assim que eu me tornei o que eu mais temia.

Perdoe-me por não pular de alegria… Mas para tudo que eu quero descer. O mundo é injusto, né? Depende do ponto de vista … Mas pensar que todas as outras pessoas são burras e indignas de estarem ao lado dos meus entes mais queridos, a não ser aquelas que compactuam com o que eu acho certo para eles, ou para mim! Que as escolhas dos outros são erradas, a não ser que eles escolham aquilo que eu acho certo… Quem se identifica? Quando me contrariam eu bato pé, fico louca de raiva e faço cenas homéricas para chamar atenção… Quem se identifica? Quando faço isso coloco a culpa nos outros e anuncio estar deprimida. Quem se identifica? A manipulação é tão forte que meu discurso acaba colocando pessoas umas contras as outras… E consequentemente, causo um mal estar geral nas relações que acabam não sendo nunca mais as mesmas. Quem se identifica?

Péssimo hábito, se manter no melindre e no vitimismo… Essa não sou eu, é apenas uma figura qualquer que se identifica com as energias mais baixas do Universo, mas acredita estar de mãos dadas com Jesus.
É hora de mudança, de olhar para dentro e revirar o lixo, deixar de lado essa historinha para boi dormir e agir com muita convicção de que a mudança que queremos no mundo tem que começar dentro de nós.

A vida muitas vezes nos impede de vivermos exatamente do jeito que queríamos viver para ver se temos força suficiente para virar o jogo… E essa força que nasce nesses momentos é tão divina, que acabamos agradecendo as lições… Quando as coisas vão mal, no ponto de vista do pobre, do rico, do apaixonado, do descompensado emocionalmente, as reações são diferentes e as lições também. O problema é se deixar se controlado por pessoas que não possuem as mesmas convicções que as suas e assim, se prender na teia do conformismo… Melhor o ruim do que o péssimo, diriam… Mas eu acredito piamente que não merecemos algo ruim, nem muito menos algo péssimo…. Merecemos o que nos trará bondade, oportunidades, compaixão, amor, sabedoria, prosperidade, conhecimento e esperança. Não nos contentemos com pouco só porque é o que tem pra hoje.

Quando eu afirmei que me tornei o que eu mais temia, aquela que olha e finge que não viu. Aquela que volta pra casa depois de um dia de chuva e agradece por não ser aquele que estava pedindo dinheiro na rua. Aquela que pensa em tirar o seu da reta e dar o melhor apenas para a sua família e o resto que se fo#a, aquela que faz maldade com os outros com a desculpa de estar defendendo seus filhos…. Aquela que diz se importar com os outros, mas não tira a bun#a do sofá. Aquela que faz questão de esquecer o passado sem antes ter aprendido com ele, aquela que se acha melhor do que negros, índios,pobres, ou qualquer um que não teve os mesmos privilégios que eu

Mas me rebelei… me arrependi… Essa maré não vai me pegar, não vou mais ser o primeiro a mandar bom dia para o grupo dos amigos e família. Não vou mais me incomodar com as atitudes dos outros, vou deixar eles serem como são e fazer o que compete a mim, sem me meter na vida dos outros, mesmo que esses sejam meus filhos adultos. Vou cuidar das minhas costas para pararem de doer, não vou mais enxergar as pessoas que pensam diferente como idiotas, vou sim pular de alegria mesmo sem motivos e vou ter esperanças de um mundo melhor ainda hoje.

Nunca mais farei uma previsão mental desastrosa, tanto para as pessoas que amo como para o resto da humanidade, não colaborarei com isso…. Semearei o bem sem ver a quem…

Hoje anuncio: parei de sofrer por não conseguir mudar o mundo! Não deixarei mais que me contaminem com a desesperança e o ódio, com a preocupação excessiva de que as escolhas que fiz não darão certo, sabe por quê? Por que a sua opinião não vai mais me atingir como até ontem atingiu. Controlarei as minhas emoções e respeitarei o seu espaço e a sua vontade de ser quem você é, assim cobrarei que respeite o meu para que convivamos de maneira harmoniosa. E seguirei estudando e praticando o que sabiamente disse Chico Xavier:

“Você nasceu no lar que precisava nascer, vestiu o corpo físico que merecia, mora onde melhor Deus te proporcionou, de acordo com o teu adiantamento. Você possui os recursos financeiros coerentes com tuas necessidades… nem mais, nem menos, mas o justo para as tuas lutas terrenas. Seu ambiente de trabalho é o que você elegeu espontaneamente para a sua realização. Teus parentes e amigos são as almas que você mesmo atraiu, com tua própria afinidade. Portanto, teu destino está constantemente sob teu controle. Você escolhe, recolhe, elege, atrai, busca, expulsa, modifica tudo aquilo que te rodeia a existência. Teus pensamentos e vontades são a chave de teus atos e atitudes. São as fontes de atração e repulsão na jornada da tua vivência. Não reclame, nem se faça de vítima. Antes de tudo, analisa e observa. A mudança está em tuas mãos. Reprograma tua meta, busca o bem e você viverá melhor. Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”
― Chico Xavier

Só uma coisa não consigo mudar ainda, me perdoem, não posso prometer voltar a marcação de mensagem lida no whatsapp porque aí já acho uma mudança radical demais,rs! O resto eu já comecei hoje! Quem tá comigo?

Esse texto não é uma história verídica, é apenas um conto… Com uma moral impregnada…

Assistam esse vídeo inspirador que explica como devemos agir quando nos deparamos com uma violência, uma ignorância, ou algo que venha nos tirar do nosso equilíbrio, assim podemos evitar de nos tornar o que a gente mais temia.

… aos irmãos e irmãs de luz, aos corações do bem, assistam esse vídeo por favor… e sigamos na jornada com sabedoria, indulgência, amor e CARIDADE !!! Vigiar… para que o ódio e o egoísmo não corrompa seu equilíbrio e discernimento…

Posted by Wanderley Maranhão on Monday, October 8, 2018

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!

COMENTÁRIOS