“Entre o adoçante e o açúcar, mil vezes o açúcar” explica o Dr. Lair Ribeiro, entenda

Doutor Lair Ribeiro dá uma aula sobre os malefícios dos adoçantes artificiais, além de fazer um alerta para os homens no final dessa matéria, espia!

Resiliência Humana

Por: Saúde no Garfo

 

Você é do time das pessoas que usam e abusam do adoçante, achando que substituindo o açúcar tudo está resolvido?

Segundo Dr. Lair Ribeiro você não está fazendo bem para a sua saúde, muito pelo contrário!

Entre o adoçante e o açúcar, fique com o açúcar!

Tirando o Stévia e a a Taumatina (que precisa ser comprada em farmácia) segundo o Dr. Lair, todos os outros adoçantes fazem mal a sua saúde.

O Doutor cita como exemplo o aspartame, que quando chega ao sangue parte dele vira ácido-fórmico. O ácido-fórmico tem potencial de toxina e é usado para matar formigas. Ainda segundo o Dr. Lair, o ácido-fórmico pode causar até lesão cerebral.

O Médico cita também a história de como foi descoberto a Sucralose. Na Inglaterra, pesquisadores desenvolviam um inseticida e por acidente desenvolveram este adoçante.

Curiosamente nem mesmo as baratas ou formigas se interessam em comer adoçantes artificiais.

Qual açúcar o Doutor Recomenda?

Nenhum açúcar é maravilhoso para a saúde mas o açúcar Mascavo é o melhor.

Segundo o médico este açúcar é rico em nutrientes, com mais de 80 minerais.

E no cafezinho, pode açúcar Dr. Lair?

O ideal seria aprender a beber o café sem açúcar. Afinal, o gostoso da bebida está em seu amargor.

Se você não consegue tomar seu café assim, o menos pior é adoçar com Stevia ou o açúcar mascavo.

HOMEM, cuidado! O açúcar pode trazer problemas de impotência!

Mas cuidado, o ideal não é comer açúcar. Ele é apenas uma opção menos pior que o adoçante.

O açúcar faz mal para a saúde, principalmente para o HOMEM, é o que afirma o Dr. Lair Ribeiro no vídeo linkado abaixo.

Segundo o Doutor, um dos malefícios do consumo excessivo de açúcar para o Homem é a possibilidades de acarretar problemas de impotência.

Por isso, é importante ficar atento ao consumo de açúcar.

Nota:

O excesso de glicose e frutose (açúcares), segundo o Journal of Clinical Investigation, pode desativar os genes que controlam a quantidade de hormônio sexual no seu sangue. Quando o fígado metaboliza esses açúcares, desativa o gene de SHBG (globulina ligada a hormônio sexual).

Fonte, site do Dr Rondó

Assista ao vídeo e confira:

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia