EMBORA NÃO ESTEJAMOS JUNTOS, VOCÊ SEMPRE SERÁ O AMOR DA MINHA VIDA

Resiliência Humana

Espero que esta carta chegue até você inteira. Como você está? Eu acho que nunca vou saber, mas espero que você esteja bem. Me entristece que esta seja a primeira vez em muito tempo que não passei o Natal, e nem passarei a virada com você. E para ser honesto, não passou um dia que eu não tenho pensado em você. Eu ainda vejo nossos vídeos de vez em quando e ainda me faz sorrir, ao mesmo tempo que me faz chorar.

Nunca te esquecerei. Mesmo que as memórias doam, eu não quero te esquecer. Você sempre terá um lugar especial no meu coração, porque você era meu amor “especial”. Tivemos algo especial. Você entrou na minha vida um dia e você me fez perceber que você era tudo o que eu precisava e que queria. Eu pensei que você era único para mim, e eu queria passar o resto da minha vida com você. Você era meu amante e meu melhor amigo. Eu sempre podia contar com você. Tínhamos tudo planejado. Depois que eu me formar, iria me mudar, e então nos casar.

Mas em algum lugar ao longo do caminho, começamos a duvidar do nosso futuro e estávamos constantemente lutando um contra o outro. Tentamos trazer de volta a chama, mas acabou queimando tudo.

Eu sinto muito. Eu estaria mentindo se eu dissesse que eu não sinto sua falta. Porque mesmo antes de terminarmos, eu tenho sentido a sua falta por muito mais tempo do que isso. Eu estava perdendo o “nós” que usávamos quando começamos. Eu estava perdendo as vezes que riamos das piadas um do outro, então, de repente, ficávamos sérios e dizendo o quanto nos amamos. Sinto falta de dormir em seu peito, perder o meu ‘local confortável’ e procurá-lo de novo.

Eu sinto falta de você me beijando mesmo quando estávamos em público, por que nós não ligávamos para ninguém. Era só você e eu. Eu estava sentindo falta de você que realmente me amava. E eu ainda estou te perdendo. E eu ainda acho que talvez agora não seja nosso tempo. Nós perdemos o respeito um pelo outro, e esquecemos de valorar um ao outro.

Eu quero que você entenda que se eu entrar em um novo relacionamento não significa que eu estou substituindo você. Você me amou de uma maneira que ninguém mais fez. Você se tornou uma parte de mim, e você é muito mais do que todos os caras que eu já conheci. Eu cresci no amor que você me deu, e eu vou ser eternamente grata.

Você é o amor da minha vida, e sempre será. Mas o amor não conquista tudo, e a realidade é que nem todos conseguem se agarrar ao amor de suas vidas. Mas isso não significa que eu estou desistindo da possibilidade de nós estarmos juntos novamente. Se formos um para o outro, vamos encontrar o caminho de volta para o outro.

Eu tive que te deixar ir pois não estávamos mais felizes um com o outro. Estávamos continuamente sufocando e machucando um ao outro. Eu realmente não tive uma escolha. As lágrimas tinham que acabar, e eu não queria chegar ao ponto em que começássemos a nos odiar. Embora você provavelmente me odeie agora, ainda estou esperando que algum dia você vai aprender a me perdoar. Espero que você entenda porque nos tornamos assim.

No entanto, o seu significado na minha vida nunca vai mudar. Eu te amo o suficiente para que eu ainda queira você na minha vida, mesmo que eu não seja mais sua razão para ser feliz. Eu pensei que você também. Obrigado pelas lembranças, as boas e as ruins, e eu vou sempre valorizá-las até o dia em que eu deixar este mundo. Eu tive sorte de ter te conhecido. Afinal de contas, nem todo mundo consegue conhecer seu amor da vida, e eu sei em meu coração e mente, que você era meu. Eu sinto muito pelas vezes em que te magoei e te fiz chorar. Eu realmente sou arrependida.

Desejo-lhe todo o melhor e eu espero que nossos trajetos cruzem outra vez. E talvez, quando o tempo finalmente estiver do nosso lado, nós finalmente estaremos certos um para o outro. Eu não acho que vou encontrar um amor maior, mais apaixonado do que aquilo que uma vez compartilhamos.

Obrigada.
Eu vou sempre amar você.

FONTEAneka Tsujimoto
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia

COMENTÁRIOS