Ele pediu para abraçar a mulher que matou seu irmão e disse: ‘Eu te perdoo’. ‘Eu te amo.’ ‘Dê sua vida a Cristo.’

Resiliência Humana

Ele pediu para abraçar a mulher que matou seu irmão e disse: ‘Eu te perdoo’. ‘Eu te amo.’ ‘Dê sua vida a Cristo.’

Por Justin Taylor

Em 6 de setembro de 2018, Amber Guyer – uma oficial de patrulha de folga em Dallas – entrou no apartamento do contador de 26 anos Botham Jean. Mais tarde, ela disse que achava que era seu próprio apartamento e confundiu Jean com um ladrão, atirando e matando-o.

Um ano depois, em 1º de outubro de 2019, ela foi considerada culpada de assassinato. Em 2 de outubro, ela foi condenada a 10 anos de prisão.

O irmão de Botham Jean, Brandt, foi autorizado a fazer uma declaração sobre o impacto da vítima, e ele se dirigiu diretamente a Amber Guyer.

O resultado foi um belo testemunho cristão – verdadeiramente sal e luz em um mundo sombrio e distorcido.

“Se você realmente sente muito, posso falar por mim mesmo, perdoo, e sei que se você for a Deus e perguntar a ele, ele o perdoará.

E não acho que alguém possa dizer isso – mais uma vez estou falando por mim -, mas amo você como qualquer outra pessoa.

E não vou dizer que espero que apodreça e morra como meu irmão, mas atualmente quero o melhor para você.

E eu nunca ia dizer isso na frente da minha família ou de ninguém, mas eu nem quero que você vá para a cadeia. Quero o melhor para você, porque sei que é exatamente o que Botham gostaria que você fizesse.

E o melhor seria dar sua vida a Cristo.

Eu não vou dizer mais nada.

Eu acho que entregar sua vida a Cristo seria a melhor coisa que Botham gostaria que você fizesse.

Mais uma vez, eu te amo como pessoa e não desejo nada de ruim para você.

Não sei se isso é possível, mas posso dar um abraço nela, por favor?

Por favor?”

Para assistir o vídeo emocionante clique e se emocione!

*Via The Gospel Coalition. Tradução e adaptação REDAÇÃO Resiliência Humana.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia