Ela faltou na aula para cuidar do seu bebê, e a Universidade a surpreendeu com a resposta

Resiliência Humana

Ela faltou na aula para cuidar do seu bebê, e a Universidade a surpreendeu com a resposta

Os pais solteiros merecem toda a consideração que a sociedade pode lhes dar, pois se essa já é uma tarefa exaustiva em casal, embarcar nessa aventura sozinho, ou sozinha, só pode ser considerado como um ato heróico.

Imagine agora que além de ser uma mãe solteira, você está no processo de completar sua carreira universitária, outra tarefa que requer muito tempo, esforço e energia, então você inevitavelmente acabará desejando que o dia tivesse 36 horas para fazer tudo o que realmente precisa.

Hoje você vai conhecer a história de Morgan King, uma mãe solteira e estudante, que tinha acabado de perder sua mãe, que era seu principal apoio e que era responsável por cuidar de seu bebê enquanto ela ia às aulas.

Morgan King estuda terapia recreativa

A história de King ficou famosa depois que a troca de e-mails entre ela e sua professora viralizou nas redes sociais.

Ela é mãe solteira sem ninguém para ajudá-la.

Sem um pai para sua filha ou parceiro sentimental, a jovem estudante refugiou-se na ajuda oferecida por sua mãe, que cuidava de seu bebê Korbyn, para que Morgan pudesse frequentar suas aulas na universidade.

Depois de perder uma aula, ela escreveu para sua professora

O e-mail foi endereçado à professora Sally Hunter, que trabalha no Departamento de Estudos para Família e Crianças, na qual Morgan explicou as razões de sua ausência.

Ela foi forçada a perder a aula porque não conseguiu encontrar alguém para cuidar de sua filha, Korbyn.

Sua professora não hesitou em oferecer a solução perfeita.

Eu disse à minha professora que eu perdi a aula de ontem porque não encontrei alguém para cuidar da minha filha e essa foi a resposta dela. Estou chorando, literalmente. Eu sou muito grata / abençoada.

Segue o que a professora disse no email:

Oi Morgan

Nos perguntamos onde você estava esta manhã 🙁

Lamento muito saber que as dificuldades em encontrar cuidados para o seu bebê foram as razões pelas quais você perdeu as aulas hoje. Você ainda é bem-vinda para enviar o vídeo de desenvolvimento da pré-escola (hoje, na classe, vimos os vídeos da Mediasite de Jasper e Rory, gêmeos de 2 anos e Henry, um menino de 5 anos)

No futuro, se você tiver problemas para conseguir alguém para cuidar do seu Korbyn, por favor, sinta-se à vontade para trazê-la para a aula. Será um prazer segurá-la para que você possa se concentrar na aula e fazer anotações. Eu trabalho para o departamento de estudos sobre FAMÍLIA e CRIANÇAS, então seria terrível se eu não permitisse que uma criança visitasse nossa turma. Minha oferta é muito séria, basta trazer Korbyn com você.

Com relação ao teste 5, pode ser simplesmente um dos dois testes que você pode pular. Não se preocupe, no seu caso a ausência é justificada

Deixe-me saber se existe alguma outra maneira em que eu possa ajudar você.

O tweet em que ela compartilhou a resposta de sua professora viralizou e teve mais de 25.000 curtidas

Oi Morgan

Parece que você nos fez celebridades no Twitter, Hha! Eu não posso acreditar quantas pessoas reagiram ao e-mail que lhe enviei esta semana. Parece-me que convidar Korbyn para a aula era a coisa mais decente que eu poderia fazer. Espero que você tenha um bom final de semana.

Vejo você na semana,

Dr.H.

Isso mostra um grande senso humano em nome da Universidade do Tennessee.

Morgan disse que sentiu vontade de chorar ao receber tanto apoio.

“Não é mais sobre mim, estou fazendo isso por nós duas”, disse a mãe animada.

Ela também disse que tem sido difícil encontrar um equilíbrio entre estudos e maternidade.

Mas prometeu que se graduará em breve. E isso realmente aconteceu!

Elas estão surpresas com tanto apoio que receberam desde que a história viralizou!

E não podem acreditar que parece uma oferta especial, quando a coisa certa é dar apoio aos alunos em diferentes circunstâncias e, mais ainda, em um caso como este.

Morgan perdeu a mãe para o câncer de mama no ano passado, mas conseguiu superar essa perda. No entanto, tem sido difícil para ela conseguir ajuda com Korbyn. Mas como ela mesma disse, está determinada a se formar em breve …

Morgan é um ótimo exemplo de como manter o foco em circunstâncias adversas. A professora Hunter, por outro lado, é o epítome da hospitalidade: gentil, calorosa e disposta a ajudar. E sendo mãe, se identificou com Morgan

A diretoria da Universidade do Tennessee ficou satisfeita com a resposta de Hunter.

E Morgan encontrou o amor novamente. Ele é maravilhoso com o Korbyn também e tem sido um grande apoio em sua vida.

Essa experiência a sensibilizou em relação a outras pessoas que também precisam de ajuda e Morgan espera educar Korbyn para ser socialmente consciente e ajudar os outros.

Esperamos que a vida continue sorrindo para essa família!

O que você achou da resposta dessa professora? Você concorda com o que ela fez? Comente e compartilhe com seus amigos!

Fotos: Arquivo pessoal Facebook

FONTEBoa Mente
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia