É necessário sair da ilha para ver a ilha, não nos vemos se não saímos de nós. – José Saramago

Karen Padilha

É necessário sair da ilha para ver a ilha, não nos vemos se não saímos de nós. – José Saramago

Temos a mania de nos subestimarmos, de duvidarmos de nossa capacidade e talento. Isso costuma a acontecer em situações quando estamos expostos em grupos sociais, locais de trabalho, ou quando estamos em algum tipo de competição, seja qual for. Essa é uma tendência natural dos seres humanos.

Agora, tente imaginar uma situação em que você esteja em contato com outras pessoas, algum evento importante, aonde você tende a olhar para os outros e achar que todos são melhores e mais capazes que você. Pode ser um evento que seja relacionado com o trabalho que você faz, e neste evento estão a procura de alguém com um conjunto de aptidões perfeitas para realizar um trabalho importante.

Você olha e observa todas as pessoas que lá estão presentes, pode ser que aconteça de você olhar para alguém em específico e pensar que mesmo essa pessoa não tendo uma aparência um tanto quanto significativa para ser escolhida e realizar esse trabalho, você consegue apenas num olhar, dizer que ela tem tudo o que precisa para ter sucesso neste trabalho.

Você inicia uma conversa com essa pessoa e sim, isto prova o que você pensou: mesmo que ela não estivesse bem apresentável e até mesmo nunca tenha feito esse tipo de trabalho que é considerado importante, você consegue ver que ela pode ser um sucesso.

E se eu te disser que essa pessoa é você? Que você pode se tornar um profissional ou aquilo que desejar e desfrutar do sucesso? Do sucesso da pessoa que você é, com seus talentos, aptidões e capaz? Que não é necessário ter um sentimento de ser menos capaz que outros?

O que pode acontecer é ficarmos presos nesta mentalidade de inferioridade . Como um soldado que acabou de voltar de uma batalha, sua mente é sua maior inimiga. É uma zona de guerra e precisamos procurar ferramentas para nos libertarmos disso.

Eu não tenho nenhuma dúvida de que podemos mudar as coisas ao nosso redor e a forma como pensamos e agimos, muitas vezes por medo ou impulsos inconscientes .

Tudo aquilo de que precisamos está dentro de nós. O poder das transformações, auto-estima , auto-confiança .

Quando digo ”tudo”, é ”tudo” mesmo.

Precisamos nos aceitar como somos, nossa história e nos orgulharmos disso.

Abaixo uma frase que gosto muito e nos faz refletir.

” Você deve esquecer o passado.

Para nós , o passado é tudo que temos.

Sem ele, onde estaríamos agora?”

– Mikio Naruse

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Karen Padilha
Sou Karen Padilha natural de Cotia-sp , formada em Introdução a Filosofia ( University of Edinburg – Londres), Introdução a Psicologia ( University of Toronto), Origens da vida no contexto cósmico (USP) e Inglês ( Mayfair School of English- Londres). Áreas como filosofia, psicologia e astronomia são fontes de inspiração para meus projetos. Recentemente acabo de publicar meu primeiro livro , ‘’ O que fizeram de mim? Reflexões sobre traumas e transformações” , pela editora novo século , na categoria de Talentos Da literatura Brasileira. Escrevo para o site ‘’ O Segredo’’, ‘’Kacosmic.com’’, ‘'Entrelinhas literárias’’ e ‘’ Academia do Aprendiz’’. Minha Página no facebook chama ‘’ YOUNIVERSE’’ , meu facebook pessoal ‘’ Karen Padilha’’ e meu instagram ‘’Karenppadilha’'.